Conteúdo publicado há 1 mês

Sabia que Gilberto Braga e Manoel Carlos escreveram novela juntos?

O Globoplay disponibiliza a partir desta segunda (17) em seu catálogo a novela "Água Viva" (Globo), exibida originalmente em 1980. A produção trouxe uma parceria inédita: Gilberto Braga e Manoel Carlos, dois dos maiores autores da teledramaturgia brasileira.

Qual é a história de 'Água Viva'?

A trama principal gira em torno dos irmãos Nélson (Reginaldo Faria) e Miguel (Raul Cortez). O primeiro é um bon vivant falido que vive de aparências. Já o segundo é um médico bem-sucedido que perde a mulher em um acidente de lancha e cria a filha Sandra (Gloria Pires) sozinho.

Os dois se apaixonam por Lígia (Betty Faria). Separada e com dois filhos, ela luta para se manter na classe média. Quando conhece Nélson e se apaixona, a protagonista não imagina que ele é um homem falido.

Por questões financeiras, ela acaba se casando com Miguel. Isso faz a disputa entre os dois irmãos se intensificar ainda mais.

Betty Faria em 'Água Viva'
Betty Faria em 'Água Viva' Imagem: Nelson Di Rago/Globo

Além disso, acompanhamos a trajetória da pequena Maria Helena (Isabela Garcia), uma pequena órfã que corre o risco de ter que sair do orfanato onde viveu toda a infância. Na verdade, a menina é filha de Nélson, que não sabe de sua existência.

Nos últimos capítulos, "Água Viva" usa a técnica do "quem matou" para prender a atenção do público. Miguel é misteriosamente assassinato. Ao final foi revelado que o assassino era Kleber (José Lewgoy), homem que foi tutor dos dois irmãos protagonistas.

Miguel (Raul Cortez) é assassinado em em 'Água Viva'
Miguel (Raul Cortez) é assassinado em em 'Água Viva' Imagem: Nelson Di Rago/Globo
Continua após a publicidade

Cena do topless

"Água Viva" também é lembrada por causa de uma cena de topless das atrizes Tônia Carrero, Glória Pires, Maria Zilda e Maria Padilha. Elas simularam a prática usando apenas um adesivo nos seios.

A gravação acontecia no Posto 9 da praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, quando uma grande confusão se instaurou. Algumas pessoas não gostaram de ver as atrizes simulando topless e tentaram agredir a equipe da novela.

A cena acabou acontecendo, mas precisou ser gravada em outro local. Com os problemas em Ipanema, a equipe transferiu as filmagens para a praia de São Conrado.

Tônia Carrero e Gloria Pires em cena do topless em 'Água Viva'
Tônia Carrero e Gloria Pires em cena do topless em 'Água Viva' Imagem: Nelson Di Rago/Globo

Parceria inédita

Gilberto Braga vinha do sucesso "Dancin' Days" (Globo) quando foi escrever "Água Viva". Manoel Carlos nunca havia escrito uma novela das 8. O autor até então era conhecido principalmente pelas novelas das 6 "Maria Maria" e "A Sucessora".

Continua após a publicidade

Braga escreveu o início da trama sozinho. Nessa época, não era comum autores dividirem seus textos, muito menos escrever com um time de colaboradores, como é feito nos dias atuais.

Muito cansado, Gilberto procurou a direção da Globo e pediu ajuda. "Eu mal conseguia dormir, e não tinha nem um dia de folga por semana. Fui conversar com o Daniel [Filho] e com o Boni e disse: 'Eu me senti muito mal escrevendo 'Dancin' Days' e estou me sentindo muito mal escrevendo essa novela. Acho que não é trabalho para uma pessoa só. Não sei por que os outros escrevem sozinhos'", contou em entrevista ao livro "Autores - Histórias da Teledramaturgia".

Manoel Carlos foi o escolhido e passou a dividir os roteiros de "Água Viva" com Gilberto Braga. "Eu me encontrei com o Manoel Carlos, que não conhecia, e nós nos demos muito bem. Ele aceitou a proposta e, a partir do capitulo 60, passou a escrever junto comigo".

Maneco também gostou de trabalhar com o outro dramaturgo. "Foi a primeira parceria de autores em novelas na televisão. 'Água Viva' é uma novela do Gilberto. Entrei a partir do capítulo 40 ou 50, não me lembro com precisão. Nós nos demos muito bem", contou o autor.

Deixe seu comentário

Só para assinantes