Conteúdo publicado há 1 mês

Edu Sterblitch diz que recebeu pedido de beijo de amiga dele e da esposa

Eduardo Sterblitch, 37, abriu o jogo sobre monogamia no casamento. O ator é casado com a atriz Louise D'Tuani, 35.

O que aconteceu

Em entrevista ao 'Papo de Segunda' (GNT), Edu relembrou de uma situação, de quando uma amiga sua pediu um beijo enquanto ele estava em uma festa de carnaval.

O humorista contou como lidou com o ocorrido. "A Lou estava fazendo uma peça em São Paulo, era carnaval. Eu não saio, ela não sai, não saímos muito. Isso ajuda (risos). Lá ela foi para um bloco de carnaval com uns amigos e eu fui para uma festa de carnaval de noite aqui no Rio. Cheguei em casa no dia seguinte, liguei para ela de vídeo, contamos como foi, como estava sendo o dia, normal. Aí eu falei para ela: 'Teve uma amiga nossa que, na festa, veio me pedir um beijo'. Eu contei para ela o que aconteceu e que eu falei: 'Pô, espera a Lou voltar, dei um migué'".

João Vicente de Castro, apresentador do programa, quis saber quem era a tal mulher. Eduardo preferiu não contar. "Eu sou meio envergonhado. Eu até queria ter beijado a menina, que estava, inclusive, do lado do namorado. Eu achei ótimo, aquilo meio que me acendeu uma coisa assim, sabe? Uma possibilidade dessa coisa famosa da liberdade. As pessoas estão em uma moda de se sentirem livres, mas se esquecem que estamos presos dentro da gente também".

Ele ainda contou como foi a reação de Louise ao saber do pedido. "Aí fiquei nessa onda de: 'Puxa, que situação maneira'. Contei para minha esposa e ela falou assim: 'Por que você não beijou?'. Quando eu respirei para respondê-la eu falei assim: 'Por que você está me perguntando isso? Você beijou alguém?'".

O artista disse que a esposa acabou beijando um homem, mas, que segundo ela, ele era homossexual. "Ela falou que havia beijado um cara, mas ele é gay. Eu perguntei o nome dele e ela (disse): 'Ah, não sei'. (Falei): 'Você sabe que ele é gay antes de saber o nome dele, como é possível? Eu fiquei um pouco enciumado pela questão de eu ter descoberto isso através de uma sacada minha. E aí a gente depois sentou para conversar sobre".

Edu contou que o relacionamento passou a ter alguns questionamentos. "Pode beijar outras pessoas? Do trabalho pode? (Ela falou): 'Não, do trabalho não pode'. Mas eu só trabalho! Eu não consigo beijar uma pessoa que eu não conheço que nem você fez, numa festa. Só consigo me envolver com gente que eu admiro. Essa pessoa que me pediu o beijo, eu admiro, então seria legal. Então para mim vai ser meio injusto, você (a esposa) vai poder beijar uma porrada de gente e eu vou ficar f*** esperando alguém que eu admiro chegar. Amigo pode? Pessoa famosa, conhecida? 'Não'".

Sterblitch ainda apontou que todos os dias é preciso conversar com o parceiro. "Todo dia, toda tensão, você tem que sentar e recolocar isso na mesa. Essa conversa não pode ser para apagar incêndio. Você tem que ir colocando isso meio que sempre. Você tem que botar um pouco os seus desejos, aflições, medos na mesa. Não precisa se expor 100%, mas às vezes é importante porque isso pode curar a relação".

Deixe seu comentário

Só para assinantes