Conteúdo publicado há 29 dias

Kanye gabou-se de usar remédio para ereção, diz ex-assistente em processo

Kanye West, 47, teria exaltado o fato de ter usado remédio para ereção, de acordo com informações da ex-assistente, Lauren Pisciotta, que acusa o rapper de assédio sexual.

O que aconteceu

De acordo com Lauren, o cantor costumava enviar mensagens de texto em que falava abertamente sobre sua vida sexual. "Uma vez tomei viagra e f*di [uma celebridade bem famosa] por três horas. Não sei por que esse pensamento me ocorreu", dizia o rapper em uma mensagem enviada para ex-assistente no dia 3 deste mês. As informações foram obtidas pelo site Page Six.

Segundo ela, em outro texto, o cantor foi ofensivo. "Você removeu o número do [celular] de [nome]. Eu preciso que ele comece a f*der algumas das minhas vadias. Eu adoro quando as vadias dão uma bronca e me contam sobre isso enquanto eu f*do com elas".

O cantor supostamente também teria enviado mensagens sobre traições de suas namoradas. De acordo com a ex-assistente, Kanye gostava quando as ex-namoradas o traíam com um "pênis maior". A ex-assistente também foi supostamente obrigada a conseguir para ele um produto para aprimoramento do desempenho sexual.

Ele negou todas as acusações do processo. O rapper chamou as denúncias de "infundadas" e "chantagem". "Antes de sua demissão como assistente, a Sra. Pisciotta roubou seu telefone celular na tentativa de destruir registros telefônicos que contradiziam suas afirmações, todas as quais foram preservadas", alegaram os advogados do rapper no início deste mês.

Os advogados justificaram o motivo da demissão. "Ela foi demitida por não ser qualificada, exigindo quantias excessivas de dinheiro, incluindo um salário anual de US$ 4 milhões (equivalente a R$ 21 milhões), conduta lasciva e desequilibrada".

Eles também acusaram Lauren de ter oferecido sexo ao cantor em seu aniversário. Eles também afirmam que a ex-assistente enviou ao rapper "imagens de nudez não solicitadas e foi vista rebolando no escritório durante o horário comercial".

Deixe seu comentário

Só para assinantes