K-pop: Não existe idade para ser fã

No último sábado (1), o cantor e ator sul-coreano Cha Eunwoo fez um show lotado para quase 7 mil pessoas no Vibra São Paulo. O artista fez seu fanmeeting no país pela primeira vez na carreira com o objetivo de encontrar fãs que acompanham os trabalhos que ele faz dentro dos palcos e na televisão.

Disputa de poder e distinção de grupos de fãs

Assim que os ingressos foram colocados à venda, uma série de piadas e memes viralizaram sobre o tipo de público que iria ao show do cantor. Como Eunwoo ficou mais famoso por fazer dramas do que por ser cantor, ele possui uma considerável quantidade de fãs que só acompanham a carreira dele na tv. Fãs dele como idol não aceitaram muito bem essa distinção e defendiam a ideia de que "fãs de verdade" é que mereciam ver o artista.

Por sua vez, as fãs do Eunwoo ator, sem conhecer e sequer demonstrar interesse na carreira de cantor dele, criaram uma espécie de cisão na "cartilha dos fandoms". Quem pertence a um grupo de fãs sabe que pertencer é só uma parte de um todo. Principalmente quando os shows acontecem, os fãs criam uma série de projetos e se unem - ou brigam - para colocá-los em prática. Dessa forma, houve um embate entre pessoas que estavam desde o início da carreira dele versus pessoas que se tornaram fãs recentemente e não são "arohas" (nome do fandom do Astro, grupo de k-pop que ele faz parte).

'Que mico ser fã com essa idade': o envelhecimento como ofensa

No meio de tanta disputa de poder pelas redes sociais, milhões de visualizações, tweets hitados aqui e acolá, algo ficou bastante evidente: o etarismo escancarado. Ser mais velha virou motivo de chacota, uma ofensa pesada. Aqui vemos isso de forma mais pontual, mas é algo que se estende por todo o K-pop.

Conversei com a doutora em comunicação pela UFPE e pesquisadora em envelhecimento e cultura pop Dra. Mariana Lins sobre como é violenta a forma como as pessoas mais velhas são retratadas dentro desses espaços. Mariana explica: "Aqui temos a reunião de três grandes pontos do etarismo: o preconceito por ser mulher, por ser fã e por ser velha."

É importante perceber como ser fã só é permitido para jovens. "Existe um choque geracional, uma ideia de quem está autorizado a ser fã", diz a pesquisadora. A mulher velha não pode ser fã, ela precisa seguir certas normas, pertencer a determinados espaços ao invés de ocupar "o lugar dos jovens". É um ambiente cheio de estigmas.

Continua após a publicidade

Passou da validade: existe idade para ser fã?

Ao colocarmos um limite de idade para alguém ser fã, naturalmente chegamos a questão: existe data de validade para gostar de algo? E a resposta é NÃO. Não existe idade, nem limite para se identificar com uma comunidade, compartilhar gostos, fazer novos amigos e ir a shows.

Mariana explica que o envelhecimento nesses espaços que fogem da lógica tradicional, com uma estrutura consideravelmente patriarcal, é considerado disruptivo. Mulheres mais velhas e senhoras que não ficam apenas em casa vendo seu drama, mas também vão ao show gritar por Eunwoo incomodam por estarem fazendo algo que não esperam delas. Sair do padrão é incômodo e rapidamente vira ódio.

O capital como apoio

Em meio a um show de horror de ofensas e zoações, fãs mais velhas se protegem com o que elas possuem: dinheiro e autonomia. Shows são eventos consideravelmente caros, principalmente pacotes VIP onde fãs conseguem interagir com o artista. Enquanto os fãs mais jovens ficam no Twitter e TikTok xingando, as fãs mais velhas que já trabalham e são estabelecidas, compram seus ingressos, passagens aéreas e aproveitam o seu hobby.

Continua após a publicidade

No fim, quem acaba perdendo a batalha de pertencimento dentro dos fandoms, somos todas nós, mulheres, que gostamos de algo e somos julgadas o tempo inteiro por isso. Se a própria comunidade não é capaz de acolher, fora dela o ambiente é ainda mais hostil.

Eunwoo fez sua carreira em espaços distintos, cantando, apresentando e atuando. Assim como ele, o fandom reflete isso; não existe apenas um tipo de fã. O fanmeeting é feito para os fãs se aproximarem do seu idol, um ambiente aberto a todos que gostam dele e possuem condições financeiras para estarem lá. Envergonhar fãs por estarem vivendo um momento feliz, principalmente usando fotografias com objetivo de humilhar, não é somente errado como também é crime.

Deixo aqui um mantra que devemos levar para vida: Não existe idade para ser fã.

Deixe seu comentário

Só para assinantes