PUBLICIDADE
Topo

Justiça do RJ condena jornalista a pagar indenização ao ator Marcos Pitombo

Erlan Bastos divulgou notícia falsa sobre Marcos Pitombo - Reprodução / Instagram
Erlan Bastos divulgou notícia falsa sobre Marcos Pitombo Imagem: Reprodução / Instagram

De Splash, em São Paulo

06/07/2022 13h14

A Justiça do Rio de Janeiro condenou o jornalista e pré-candidato a deputado federal pelo estado do Ceará Erlan Bastos a pagar uma indenização por danos morais de R$ 15 mil a Marcos Pitombo. Isso porque ele divulgou a informação falsa de que o ator teria sido o pivô do fim da relação dos influenciadores digitais Gabriela Pugliese e Erasmo Viana.

Splash teve acesso à decisão. Nela, a defesa de Pitombo cita que Erlan publicou em seu perfil do Instagram uma foto do ator com Erasmo e uma "legenda com tom de deboche e ironia", além de ter publicado um vídeo em seu canal no YouTube sobre o assunto.

Pitombo negou as acusações e pediu a exclusão do vídeo em questão — mas ele foi colocado somente em modo privado na plataforma de conteúdo. O fato ocorreu em fevereiro de 2021.

Na sentença, o juiz Arthur Eduardo Magalhaes Ferreira aponta que o jornalista preocupou-se mais em "publicar uma fofoca do que em averiguar a veracidade da informação, mínimo de cuidado exigido de quem encara as mídias sociais como meio de sobrevivência."

"A liberdade de comunicação precisa ser sopesada com o direito individual de cada um, de modo que, sem restringir a circulação de informação, seja evitada a ofensa à hora do indivíduo envolvido na notícia. No entanto, no caso concreto o Réu disseminou notícia que, de fato, não se provou ser verdadeira", diz um trecho do documento.

A decisão ainda enfatiza que Erlan não pode mais citar o nome de Pitombo neste caso.

A reportagem tentou contato com Erlan Bastos, mas ainda não obteve retorno. O texto será atualizado assim que houver resposta.