PUBLICIDADE
Topo

Multiverso sem novelas? Globo recria tramas com 'baixo orçamento'

"Novelei" simula um universo paralelo sem novelas - Divulgação
'Novelei' simula um universo paralelo sem novelas Imagem: Divulgação

Filipe Pavão

De Splash, no Rio

05/07/2022 17h58

Já imaginou um mundo sem novelas? É nesse universo paralelo que a série cômica "Novelei", produção da TV Globo em parceria com o YouTube, está inserida. A obra escrita por Bia Braune quer homenagear os 70 anos do formato das telenovelas no Brasil e estreia no dia 11 de julho, às 20h, no canal da emissora no YouTube.

Na história, dividida em nove episódios, um bug no sistema começa a apagar as novelas da memória de todos. Para salvar as novelas da destruição, Vitinho (Paulo Vieira), assistente de produção dos Estúdios Globo, convoca um time de criadores de conteúdo da internet para recriar as cenas perdidas, mas com um detalhe: o orçamento é baixo.

Somente "Kubanacan" escapa da pane e passa a ser exibida 24 horas na telinha da emissora. Por isso, os youtubers Thalita Meneghim, Gusta Stockler, Phellyx, Babu Carreira, Evandro Rodrigues e Anita (Livia La Gatto) não se recordam das tramas. Eles contam com a ajuda de Tony Ramos e da inteligência artificial Susaninha (Susana Vieira) para gravar novamente as cenas perdidas.

"Kubanacan é um clássico cult e os noveleiros têm paixões por pérolas cults. Brinca com multiverso, viagem no tempo, troca de identidade", diz a autora Bia Braun sobre "Kubanacan" ser a única trama a não ser esquecida.

É a primeira vez que Paulo Vieira vai atuar em uma série de ficção. Em bate-papo com a imprensa, ele contou que se identifica com o personagem porque também ama a televisão, além de ser noveleiro. Ele, inclusive, não descarta atuar em uma novela no futuro se houver "um personagem com boa história".

"O Vitinho é um nerd da televisão. A gente vê muito nerd, mas nunca é nerd de televisão. É um personagem único e brasileiro. Me identifico... O que aconteceria se a gente não tivesse se unido tantas vezes em torno de uma história? O que vai acontecer se a gente continuar se desunindo? Essa série apocalíptica também está lambuzada nesse período histórico em que estamos vivendo", disse Paulo.

A autora Bia Braun, que já fez parte da equipe de roteiro do extinto "Video Show", disse que o "Novelei" é um projeto que parecia estar na cabeça de todos os integrantes da produção, além de destacar que a novela é um formato presente no imaginário social.

Todo mundo tem uma novela do coração. É um dos poucos consensos. Tem corintianos, flamenguistas, pessoas de direita, de esquerda... Mas a novela é um fenômeno para todo mundo. Todo mundo falava o 'oi oi oi' de Avenida Brasil e assiste Pantanal.
Bia Braun

Susana Viera que participou brevemente do papo com a imprensa explicou que "foi tudo muito inusitado". "Eu gravei na minha casa, não entendi porque eu estava gravando em casa. Mas é que a minha aparição é um pouco misteriosa, não posso falar muito. A parte mais legal foi quando eu dei de cara com o Tony Ramos", lembrou.

Quais novelas serão recriadas?

A equipe da série conta que escolheu tramas de autores, atores e tramas consagradas para homenagear os 70 anos das novelas no Brasil. Em cada episódio, uma novela será recriada para resgatar bordões memoráveis como o "Inshalá!", de Carla Diaz em "O Clone", e cenas inesquecíveis, como as maldades de Odete Roitman em "Vale Tudo" e os confrontos entre Nina e Carminha em "Avenida Brasil".

"O Cravo e a Rosa", "Laços de Família", "VAMP", "Mulheres de Areia", "Torre de Babel", "O Clone" e "Senhora do Destino" são outros títulos que serão recriados.

Os episódios serão disponibilizados semanalmente no YouTube a partir de 11 de julho, às 20h, e têm participações de nomes como Claudia Raia, Cauã Reymond, Whindersson Nunes, Kéfera Buchmann, Jojo Todynho, Ísis Valverde, Carolina Dieckmann, Camilla de Lucas, Diva Depressão e Nany People.

"Gravar o 'Novelei' foi muito importante, em vários aspectos. Gravei com Carolina Dickmann, Susana Vieira, Tony Ramos... Cada gravação era uma surpresa. Muita realização, mas foi dificil também. Até 10 minutos antes de gravar, a gente não sabia o que fazer. A gente descobriu gravando", confessou a youtuber Thalita Meneghim.