PUBLICIDADE
Topo

Marcelo Serrado sobre síndrome do pânico: 'Estou medicado até hoje'

Marcelo Serrado falou sobre síndrome do pânico e ansiedade - Reprodução/Globo
Marcelo Serrado falou sobre síndrome do pânico e ansiedade Imagem: Reprodução/Globo

De Splash, em São Paulo

03/07/2022 15h47

No ar com a novela "Cara e Coragem" (TV Globo), Marcelo Serrado, 55 anos, ainda lida com a síndrome do pânico e suas consequências. O diagnóstico, que veio durante a pandemia, e a maneira como decidiu lidar com a situação, fizeram com que o ator se aproximasse ainda mais do público.

Em entrevista ao jornal O Globo, Serrado contou que ainda toma medicações para a condição e que falar sobre ansiedade nas redes sociais o ajudou.

"Estou medicado até hoje. Eu sentia a mão formigando e o coração disparado. Estava num hotel fazendo um trabalho, o [ator] Eduardo Galvão tinha morrido e três dias depois tive isso. Era um cara da minha idade, aquilo detonou algo em mim. Sucumbi e falei: 'Vou morrer'", relembrou.

"Comecei a bater papo com centenas de pessoas que passam por isso. Aquilo começou a me curar um pouco. Me senti próximo de pessoas que pensam diferente de mim, mas que vivem a mesma coisa e se identificam", completou.

Ele ainda lembrou que até pessoas próximas se chocaram ao saber que ele tinha síndrome do pânico.

As pessoas falavam: 'Você é um ator bem-sucedido, com a família legal, salário, como tem síndrome do pânico?'. Ninguém escolhe, ela vomita em cima de você. É quase uma entidade, um encosto.

Atualmente, Marcelo Serrado faz tratamento com medicações e meditação transcendental. Ele também já fez um trabalho de regressão.