PUBLICIDADE
Topo

R. Kelly terá que passar por tratamento de saúde mental após sair da prisão

O cantor americano R. Kelly - Scott Olson/Getty Images/AFP
O cantor americano R. Kelly Imagem: Scott Olson/Getty Images/AFP

Colaboração para Splash, de São Paulo

01/07/2022 07h30Atualizada em 01/07/2022 07h30

O cantor R. Kelly, 55 anos, foi condenado a 30 anos de prisão por tráfico sexual e extorsão. Tendo a possibilidade de sair do cárcere depois de cumprir a pena, há certo receio de que ele continue sendo uma ameaça. Por isso, deverá passar por um tratamento de saúde mental.

Assim que deu a sentença do famoso, a juíza Ann M. Donnelly acrescentou que ele também viveria com uma série de condições estritas e de aconselhamento. Com isso, sugeriu que o músico faça um tratamento de saúde mental depois de sua libertação.

Segundo os médicos, o tratamento agrega uma terapia para um distúrbio sexual que não foi identificado. Outro ponto é que R. Kelly deve evitar manter contato com menores de idade.

Em todo o processo, os promotores reforçaram que o cantor era ameaçador para a sociedade, porque continuou com o comportamento criminoso mesmo depois de ser julgado em Chicago por crimes sexuais.

Nesta sentença de 30 anos, R. Kelly será vigiado por cinco anos após conquistar sua liberdade. No entanto, o cantor também tem mais um julgamento federal e outros dois estaduais, que podem lhe render mais restrições pelos crimes cometidos.