PUBLICIDADE
Topo

Julia Dalavia, a Guta de 'Pantanal', diz ser bissexual: 'Não me enquadro'

Colaboração para Splash, no Rio de Janeiro

01/07/2022 07h35

Julia Dalavia, de 24 anos, a Guta de "Pantanal" (TV Globo), afirmou se identificar como bissexual e contou ser uma mulher que toma as rédeas de sua própria sexualidade.

"Tento tirar o foco disso, porque é algo muito natural. Se sou bi ou não, hétero ou não. Gosto de pessoas, com quem me identifico e conecto. Existe tanta gente legal no mundo, que não sei se consigo me enquadrar numa coisa ou em outra", disse a atriz, em entrevista concedida para o jornal O Globo.

Ao abordar ainda o tema sexualidade, Julia explicou que se diz à vontade nas cenas provocativas e de sexo da novela das 21h. A atriz também afirmou não se importar em aparecer nua, desde que o take não seja gratuito e ajude a contar a história.

Na trama, a sua personagem precisa lidar com a descoberta da segunda família do pai Tenório, vivido por Murilo Benício. Para Julia, diferentemente do enredo, ela acredita que a verdade sempre deve ser o caminho. Na adolescência, a atriz lembrou de uma traição de um namorado.

"Muito chato ficar sabendo disso por terceiros. Lidei da forma que sei, que é o diálogo, mas preferia que esse tipo de coisa fosse trazida e resolvida dentro da relação. Meu desejo é que a verdade sempre se revele", avaliou ela.

Outro tema enfrentado pela filha de Tenório é o incesto. Por isso, Julia precisou se aprofundar para trazer veracidade no enredo em que se apaixona pelo suposto irmão. "Deve ser a pior coisa da vida sentir algo parecido. Não consigo sequer imaginar", afirmou ela, que tem um irmão 4 anos mais novo. "A arte de contar histórias é não julgar as circunstâncias, mas deixá-las acontecer", complementou.

Por falar no folhetim, a mãe, a esteticista Márcia Dalavia, é uma apoiadora incondicional e contou que não perde um capítulo de "Pantanal". Questionada sobre as cenas de sexo da filha, ela afirmou não se incomodar. "Encaro com muita naturalidade. Preparei Julia para a vida, sempre procurei dar poder de decisão, torná-la uma mulher independente. E deu certo. Ela é segura", explicou Márcia.

Já a mãe na ficção, Isabel Teixeira, destaque como Maria Bruaca, também não poupou elogios à filha na trama. "Somos de gerações diferentes, mas existe muita troca entre a gente. Eu amo essa menina. Fizemos cenas muito fortes juntas, e me dá até vontade de chorar. Lembro de uma cena em que o Tenório conta a história dele, depois a Maria Bruaca conta como eles se conheceram. Quando vi aquela cena no ar, fiquei encantada com a Julia, porque uma das coisas mais difíceis para o ator é saber escutar, e, naquele momento, ela estava muito entregue. Achei lindo. É uma grande atriz", disse Isabel.