PUBLICIDADE
Topo

Chris Pratt reviveu guerras e treinou com ex-soldados para nova série

Chris Pratt em A Lista Terminal - Divulgação
Chris Pratt em A Lista Terminal Imagem: Divulgação

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

01/07/2022 12h48

Reviver guerras, estudar as experiências de soldados e mergulhar em um thriller psicológico. Talvez tudo isso já seja rotineiro para diversos atores de suspense e ação de Hollywood, mas não para Chris Pratt, que está acostumado a interpretar personagens mais voltados para a comédia em sua carreira.

Mesmo sendo rotulado por parte da imprensa especializada o "pior Chris de Hollywood" depois de estar envolvido em diversas polêmicas, o ator continua fazendo sucesso e estrelando diferentes produções. Nos cinemas, é possível assisti-lo em "Jurassic World: Domínio" e, em breve, em "Thor: Amor e Trovão". Já nas plataformas digitais, ele estrela "A Lista Terminal", a nova série de suspense do Amazon Prime Video que chega hoje ao catálogo.

Os títulos diferem quanto ao gênero, o que leva Pratt a se encaixar em personagens distintos: em "Jurassic World", ele é o típico herói de um filme de ação; em "Thor: Amor e Trovão", ele volta a viver o Senhor das Estrelas, um engraçado membro dos Guardiões da Galáxia; já em "A Lista Terminal", ele é James Reece, um soldado SEAL (grupo de elite da Marinha dos EUA) que é obrigado a voltar para casa depois que seu pelotão sofre uma emboscada e ele é o único a sobreviver.

Em conversa com Splash, ele conta que trabalhou bastante "linguagem corporal", além de ter treinado com antigos soldados. "Eu também li muitos livros que Jack Carr, o autor de 'A Lista Terminal', me indicou, como 'Once an Eagle' [sem tradução para o português], de Anton Myrer, e outro chamado 'O Espírito do Guerreiro', de Steven Pressfield. São títulos que entraram para o meu top 10 livros favoritos e eu recomendo a todos. Eles me ajudaram a entender mentalmente como uma guerra funciona".

"A Lista Terminal" conta com oito episódios é uma adaptação do romance best-seller de Jack Carr e acompanha James Reece investigando qual a trama por trás do assassinato de todos os seus companheiros. Ao desenrolar da narrativa, ele se vê envolvido em uma rede de mentiras e conspirações, colocando em risco a sua família e seus amigos. A produção conta com cenas de ação, mas tem como o foco o drama de um militar lidando com estresse pós-traumático e as diversas perdas em sua vida.

Para ajudá-lo a solucionar o mistério, ele conta com a ajuda da repórter Katie Buranek, uma repórter interpretada por Constance Wu ("Podres de Ricos"); e por Ben Edwards, outro SEAL vivido por Taylor Kitsch ("X-Men Wolverine: Origens").

Sobre a preparação para o personagem, Kitsch contou que contou com o apoio dos colegas de elenco e também com soldados do exército americano. "Chris e eu tivemos a sorte de nos cercar com o melhor dos melhores. E nós dois já tínhamos interpretado agentes SEALs. Então, nós literalmente voltamos a nos envolver com esses caras, dentro e fora da produção", explica. "Quando você define que se cercará do melhor entre os melhores, você tenta se aplicar o máximo que pode para viver esse personagem."

Novo Caminho

Chris Pratt conta estar bastante empolgado para estrelar em mais produções como esta, que façam com que outras habilidades de atuação sejam exploradas. "Eu fiz questão de garantir que estava trabalhando com um material bom e achei um projeto excepcional para começar a trilhar esse novo caminho".

"Em 'A Lista Terminal', eu enxerguei uma oportunidade de fazer algo diferente na minha carreira. Já fiz muita comédia e um monte de filmes de ação", explica Chris Pratt em entrevista a Splash. "Esta é a primeira vez que faço algo nesse tom mais sombrio: um thriller psicológico, dramático e pesado."

Assine Amazon Prime Video e assista a "A Lista Terminal":

Sem negar o passado de comédia, Chris Pratt brinca e diz que protagonizar "A Lista Terminal" o fez lembrar de Andy Dwyer, seu personagem no seriado "Parks and Recreation"."Houve momentos em que pensei: 'Nossa, este é um personagem que com certeza Andy Dwyer teria pensado em interpretar'."

Assim como Chris Pratt, Constance Wu também coloca a comédia de lado ao estrelar "A Lista Terminal", afinal a atriz se popularizou com a série "Fresh of the Boat", uma divertida produção sobre uma família asiática morando no interior dos Estados Unidos. Para a atriz, mudar o gênero no qual trabalha também foi algo gratificante.

"Essa é a parte mais divertida de interpretar algo diferente da última coisa que você interpretou", contou a Splash. "E para mim, também foi um grande desafio interpretar uma mãe em 'Fresh Off the Boat' para depois uma comédia romântica, em 'Podres de Ricos', para uma stripper em 'As Golpistas', para uma correspondente de guerra com em 'A Lista Terminal'.. Isso é o que eu gosto: não fazer sempre a mesma coisa. Então este foi exatamente o projeto certo para mim."

O UOL pode receber uma parcela das vendas pelo link recomendado neste conteúdo. Preços e ofertas da loja não influenciam os critérios de escolha editorial.