PUBLICIDADE
Topo

Primeiro apresentador gay do JN se afasta da TV para tentar ser deputado

Matheus Ribeiro é pré-candidato a deputado federal por Goiás pelo PSDB - Reprodução/ Instagram
Matheus Ribeiro é pré-candidato a deputado federal por Goiás pelo PSDB Imagem: Reprodução/ Instagram

De Splash, em São Paulo

29/06/2022 19h36Atualizada em 22/07/2022 19h47

O jornalista Matheus Ribeiro se afastou da TV Goiânia Band, onde apresentava o "Se Liga", para se dedicar à política. Ele é pré-candidato do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) a deputado federal por Goiás e foi o primeiro jornalista assumidamente gay a apresentar o Jornal Nacional, em 2019, quando era âncora na TV Anhanguera, afiliada da TV Globo.

A informação foi confirmada a Splash pelo próprio jornalista, que deu detalhes da decisão. "Passei dois anos atuando em Brasília e isso me fez conhecer de perto como funciona o centro do poder. Fiquei espantado ao reparar o quanto nossos representantes, de forma geral, são alheios aos problemas reais da vida das pessoas. E após dez anos de carreira no Jornalismo, estou cansado apenas de denunciar os mesmos problemas e ver a vida das pessoas piorar cada vez mais. Minha disposição agora é trabalhar em busca de soluções", disse ele.

Participei de uma seleção com 12 mil candidatos para entrar no RenovaBR e fiquei entre os 150 selecionados. Encontrei conhecimento em uma instituição apartidária, plural, baseada em princípios éticos e democráticos.
Matheus Ribeiro

Definido por si mesmo como uma "uma escola de formação política mantida por cidadãos comuns que acreditam em uma democracia mais saudável, participativa e representativa", o RenovaBR foi idealizado pelo empresário Eduardo Mufarej, que declarou voto em Jair Bolsonaro em 2018. Além dele, o movimento conta com a presença de nomes como o apresentador global Luciano Huck.

O afastamento de Ribeiro da televisão é um cuidado legal, já que apresentadores de rádio e TV em atividade devem deixar seus programas até o final de junho ou ficam inelegíveis pelas regras do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

"O jornalismo me conectou a realidades muito diferentes da minha. Eu tenho minha história, sou do interior, filho de professora de escola pública, passei algumas dificuldades, mas nunca faltou comida na mesa. E quando a minha profissão me fez ficar frente a frente, tantas vezes, com a miséria, com mães que não tinham o que dar de comer aos filhos, isso me fez ampliar minha visão de mundo e perceber que a gente precisa trabalhar pela coletividade", afirmou Matheus.

O apresentador passou por duas emissoras desde que deixou a afiliada da TV Globo em Goiás em abril de 2020. Antes de ir para a TV Goiânia Band no final de 2021, ele estava na Record em Brasília.

No "Se Liga", Ribeiro ia ao ar de segunda a sexta sempre às 18h50. O último programa disponível na íntegra em seu canal no YouTube foi em 20 de junho.

"Esperança! É assim que começamos a semana com as palavras de inspiração do mais novo membro do PSDB em Goiás, Matheus Ribeiro! Que a nossa esperança, a nossa fé e a nossa força continuem presentes todos os dias na luta de fazer o melhor para todos os goianos! Saudações tucanas!", escreveu o perfil do PSDB Goiás em 11 de abril ao compartilhar um vídeo de Matheus Ribeiro.

Ribeiro não é o primeiro dos apresentadores que já estiveram na bancada do Jornal Nacional a se afastar da televisão para tentar carreira no meio político. Em março, Philipe Lemos, ex-apresentador da TV Gazeta, afiliada capixaba da TV Globo, pediu demissão para se lançar na carreira política. Ele apresentou o Jornal Nacional em 2019 e em 2020.