PUBLICIDADE
Topo

Quem é Renata Cappuci, jornalista da Globo diagnosticada com Parkinson?

Renata Cappuci contou que foi diagnosticada com Parkinson - Divulgação
Renata Cappuci contou que foi diagnosticada com Parkinson Imagem: Divulgação

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

27/06/2022 11h41

Renata Capucci, 49, surpreendeu os ouvintes do podcast "Isso é Fantástico" ao revelar que, há quatro anos, foi diagnosticada com a doença de Parkinson. No programa, ela contou ter sido diagnosticada aos 45 anos, em 2018.

"Chegou a minha hora, chegou a minha vez de me libertar. Por que viver com esse segredo é ruim. Você se sente vivendo uma vida fake, porque parte de você é de um jeito e você fica escondendo a outra parte de outras pessoas, no meu caso a maioria das pessoas, porque eu sou uma pessoa pública", falou durante o podcast.

Capucci nasceu no dia 19 de abril de 1973, no Rio de Janeiro. Ela se formou em Jornalismo pela PUC-RJ e começou o seu trabalho na profissão na Rede Manchete, onde apresentou o programa "Rio em Manchete" e também o "Jornal da Manchete".

Em 1995, a jornalista começou a trabalhar na Rede Globo e esteve à frente de diversos telejornais, como "Jornal Hoje" e "RJTV". Quatro anos depois, ela narrou os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, ao lado de Fernando Vanucci. No mesmo ano, 1999, ela se tornaria a substituta oficial de Leilane Neubarth na apresentação do "Bom Dia Brasil", até ser convidada para apresentar o "De Olho No Big Brother".

Em 2018, Renata Capucci participou da segunda temporada do programa "Popstar", um reality show da Rede Globo no qual famosos soltavam a voz. A jornalista ficou em 4º lugar. Hoje, ela é repórter do "Fantástico" e apresenta diferentes reportagens.

Quando Capucci apresenta matérias de entretenimento, não vê problemas em "tietar" seus entrevistados, como fez com Maria Fernanda Cândido, Anitta, Jade Picon e mais.

Um dos maiores amores de Cappuci é o Fluminense, seu time de coração. Em suas publicações nas redes, ela faz questão de sempre falar da equipe.

Vida Pessoal

Renata Cappuci é casada com o cirurgião plástico Ivo Sternick e tem duas filhas, Lily e Diana.

Parkinson

Segundo Renata Capucci, o diagnóstico aconteceu na época em que ela participou do reality musical "Popstar", na TV Globo. Naquela época, ela passou a mancar e as pessoas a questionavam sobre o porquê, mas ela negava que estivesse mancando.

"Eu comecei a mancar e as pessoas falavam para mim: 'Por que você está mancando, Renata?'. E eu falava: 'Eu não estou mancando'. Eu não percebia que eu estava mancando. Aí fui fazer fisioterapia, osteopatia, e a coisa não mudou. E aí em um dado momento, no meio do Popstar, depois do sexto programa, eu estava em casa e o meu braço subiu sozinho, enrijecido. E o meu marido, que é médico, logo depois do programa, me levou para um hospital que tinha emergência neurológica e eu fui diagnosticada com Parkinson. Aquilo caiu como uma bigorna em cima da minha cabeça", contou.

Doença caracterizada pelos tremores, rigidez muscular e lentidão dos movimentos, entre outros, o Parkinson afeta cerca de 200 mil pessoas no Brasil, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde). Do total de pessoas com a doença no mundo, entre 10% e 15% dos pacientes são acometidos antes dos 50 anos, como é o caso de Capucci.

Atualmente, Renata garante estar "bem e feliz", e diz não querer se tornar uma "mártir", tampouco que tenham "pena" dela, pois não se sente "diminuída" por ser portadora dessa moléstia.

"Ao contrário, eu tenho orgulho da minha trajetória. Eu tenho orgulho da maneira como eu encaro essa doença, porque eu encaro ela de frente hoje. Já passei por todas as fases, da depressão, da negação. Hoje, eu estou na fase cinco que eu olho essa doença de frente e eu falo assim: 'Senhor Parkinson, eu tenho você, você não me tem'. Eu faço tudo o que eu posso de exercício, de remédio e eu tenho uma vida positiva. Eu me sinto feliz, apesar de tudo", completou.