PUBLICIDADE
Topo

Golpista do Tinder vai a tribunal após processo da família Leviev

Shimon Hayut, o golpista do Tinder - Reprodução/Instagram
Shimon Hayut, o golpista do Tinder Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, de São Paulo

23/06/2022 07h26Atualizada em 23/06/2022 07h26

Sob o nome de Simon Leviev, o israelense Shimon Hayut, 31 anos, enganou mulheres no aplicativo de namoro Tinder e aplicou golpes envolvendo grandes quantias de dinheiro. Depois disso, ficou conhecido como o 'golpista do Tinder'. Agora, a família Leviev iniciou um processo contra o farsante.

CEO do Leviev Group USA e filha do magnata dos diamantes, Lev Leviev, Chagit Leviev contou ao Page Six que denunciou Shimon Hayut à polícia assim que soube dos golpes aplicados por ele, utilizando o nome da família.

"Sofremos com o 'golpista do Tinder' há anos. Sabíamos que ele estava fraudando empresas e outras mulheres que procuravam. Nós tentamos tanto fazê-lo parar e lutar com ele e denunciá-lo à polícia", disse.

Com o documentário da Netflix, "O Golpista do Tinder", o caso ficou ainda mais conhecido. Segundo Chagit Leviev, a partir da produção audiovisual, não dava mais para o homem continuar com a farsa, afinal, tinha sido pego e alguns de seus crimes foram divulgados mundialmente.

Até o momento, Shimon Hayut pediu para não comparecer ao tribunal. "Ele não quer enfrentar a humilhação pública que está prestes a enfrentar. Não tenho dúvidas de que isso vai para um bom lugar muito em breve", acrescentou a filha do magnata dos diamantes.

O processo contra o 'golpista do Tinder' reitera que ele "fraudou, enganou, enganou, falsificou e machucou mulheres, homens e empresas", enquanto se passava por um membro da família Leviev.