PUBLICIDADE
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Flopou? 'Central Splash' debate calmaria nos capítulos de 'Pantanal'

Colaboração para Splash, em São Paulo

22/06/2022 04h00

"Pantanal" teve um início avassalador em março e desde então conquistou o público por suas inúmeras reviravoltas. Depois de três meses no ar, o remake da Globo parece ter perdido um pouco o fôlego.

O último grande acontecimento foi a morte de Levi, atacado por piranhas, no capítulo de 14 de junho. Desde então, a trama se concentrou na história da segunda família de Tenório, na relação de Juma e Zé Lucas, e os conflitos de Jove para lidar com sua herança.

No "Central Splash", Aline Ramos analisa que a atual fase da novela, com capítulos de mais calmaria, é algo comum na dramaturgia.

'Pantanal' está de fato numa fase bem devagar, num marasmo, mas é algo de uma semana para cá e não um mês. Existe um termo técnico para isso, chamado de 'barriga', que é quando a novela entra em uma enrolação para chegar onde todo mundo quer que chegue.

Para a colunista, o público precisa ter paciência, embora o remake adaptado por Bruno Luperi tenha mostrado ser de "alta performance".

O problema é que 'Pantanal' tinha bomba atrás de bomba, é uma novela de alta performance. Mas não dá para assistir como uma série de sete episódios. A história não vai correr. É para sentar em frente da televisão e apreciar.

'Central Splash'

Comandado por Chico Barney no YouTube (e no TikTok e no Twitter) de Splash, o "Splash Show" de quarta cresceu, ganhou um novo nome e uma faixa em horário quase-nobre só para ele.

No "Central Splash", de segunda a sexta-feira, sempre às 18h, o colunista se junta aos colegas Aline Ramos, Leandro Carneiro e Lucas Pasin para discutir tudo o que está bombando nos realitys shows, TV e na vida das celebridades e subcelebridades.