PUBLICIDADE
Topo

Autobiografia falsa lançada em nome de Weinstein foi escrita por presos

Um livro foi lançado no nome de Harvey Weinstein  - Carlo Allegri/Reuters
Um livro foi lançado no nome de Harvey Weinstein Imagem: Carlo Allegri/Reuters

De Splash, em São Paulo

28/05/2022 10h42

Harvey Weinstein, conhecido produtor de cinema considerado culpado de diversos crimes sexuais contra mulheres, está envolvido em mais uma polêmica. Dessa vez, uma autobiografia lançada com o nome dele foi lançada e se tornou assunto na internet.

Embora o livro tenha sido supostamente de autoria de Harvey Weinstein, o site Newsweek informou na última sexta-feira que a obra foi escrita por dois colegas de prisão do ex-produtor. Depois, o livro foi compilado por Dennis Sobin, diretor da organização sem fins lucrativos Prisons Foundation, que publica os trabalhos de condenados.

Intitulada "Harvey Weinstein: My Story", algo como "Harvey Weinstein: Minha História", em tradução livre para o português, o livro de memórias foi publicado de maneira independente, em vários formatos, no dia 10 de maio. O livro estava disponível para compra no site americano da Amazon até o início da tarde da última sexta-feira, quando foi retirado.

O livro continha 203 páginas e se propunha a examinar a carreira de Harvey Weinstein.

Segundo o Deadline, a equipe de advogados Weinstein está considerando uma entrar com uma ação legal contra os responsáveis.

"O trabalho publicado pela Prisons Foundation não está de forma alguma associado a Harvey Weinstein. Qualquer sugestão de que esta farsa seja 'autobiográfica' é patentemente falsa e uma fraude. Atualmente, estamos analisando recursos legais", disse o advogado de Weinstein, Alan Jackson, à publicação.