PUBLICIDADE
Topo

José Padilha sobre apoio a Sergio Moro: 'Fui um idiota de ter acreditado'

O cineasta brasileiro, criador da série "O Mecanismo", diz que foi "um idiota" por acreditar no ex-juiz - Frederick M. Brown/Getty Images
O cineasta brasileiro, criador da série 'O Mecanismo', diz que foi 'um idiota' por acreditar no ex-juiz Imagem: Frederick M. Brown/Getty Images

De Splash, em São Paulo

27/05/2022 12h03

O cineasta José Padilha não esconde seu arrependimento por retratar o ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) como herói na série "O Mecanismo" (2018).

Em entrevista à revista Veja, ele reflete: "Ele não iria trabalhar para um presidente sem pesquisar um pouco sobre a vida dele. Em suma, eu fui naïve. Fui ingênuo. Mas não só eu, um monte de gente caiu na mesma ilusão".

O cara se associou aos milicianos, aos mafiosos, é inacreditável essa trajetória. Realmente, eu fui um idiota de ter acreditado em Sergio Moro. José Padilha

O diretor confirmou que discordâncias políticas foram o motivo de seu afastamento de Wagner Moura, e mandou um recado para o ator: "Os dois estavam errados, na minha opinião. Mas é uma burrice você criar picuinha e estresse com um amigo por divergências em torno de política. Eu dou meu braço a torcer, e digo aqui: Wagner, você tinha toda a razão sobre a Lava-Jato. Sem problema nenhum".

Padilha afirma que não mudou de opinião sobre o Partido dos Trabalhadores, e que hoje faria a série "O Mecanismo" sem heróis. Mas ressaltou: se o segundo turno da eleição presidencial for entre Lula (PT) e Bolsonaro (PL), votará no petista.

"Voto nele sem pestanejar. Pois não adianta viver no mundo ideal, abstrato, descolado do que ocorre. A escolha está dada para o brasileiro."