PUBLICIDADE
Topo

Oliver Sim, da banda The xx, conta ser portador de HIV desde os 17 anos

Vocalista da banda The xx relatou ter descoberto ser portador do vírus do HIV aos 17 anos - Reprodução/Instagram
Vocalista da banda The xx relatou ter descoberto ser portador do vírus do HIV aos 17 anos Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, no Rio de Janeiro

26/05/2022 19h42

O cantor Oliver Sim, de 32 anos e vocalista da banda The xx, contou, em um comunicado, que descobriu ser portador do vírus do HIV aos 17 anos.

Na publicação, feita no Instagram, o artista relatou a história ao falar sobre o processo de produção de seu primeiro trabalho solo, o ábum "Hideous Bastard", que será lançado em setembro.

"Percebi que estava escrevendo muito sobre medo e vergonha. Imagino que isso possa pintar uma imagem de um álbum sombrio, com som de 'ai de mim', mas nos últimos anos me tornei convicto de que o melhor antídoto para esses sentimentos pode ser trazê-los à superfície e lançar alguma luz sobre eles", começou Oliver.

Não escrevi o disco para me prender, mas para me libertar de um pouco da vergonha e do medo que sinto há muito tempo. [...] Tendo uma boa ideia do que era o álbum, percebi que estava circulando em torno de uma das coisas que provavelmente mais me causaram medo e vergonha. Meu HIV positivo. Eu vivo com HIV desde os 17 anos e isso tem a ver com como eu me sinto em relação a mim mesmo, e como eu assumi que os outros se sentiram em relação a mim, a partir dessa idade e na minha vida adulta. Oliver Sim

"Então, bastante impulsivamente, escrevi sobre isso em uma música chamada 'Hideous'. Eu pensei que poderia liberá-lo para o mundo e acabar com isso. Depois de tocar a música para minha mãe, sendo a mãe protetora e sábia que ela é, ela me deu alguns dos melhores conselhos que já recebi", contou o cantor, que relatou que a mãe o sugeriu conversar primeiro com as pessoas ao seu redor.

"Passei os últimos dois anos tendo essas conversas, o que foi difícil e desconfortável no começo, mas me permitiu me sentir muito mais livre e só fortaleceu meu relacionamento comigo mesmo e com as pessoas", afirmou ele.