PUBLICIDADE
Topo

Contra censura, autora de 'O Conto da Aia' lança edição à prova de fogo

A autora Margaret Atwood tentou queimar o livro com um lança-chamas para provar a resistência ao fogo - Reprodução
A autora Margaret Atwood tentou queimar o livro com um lança-chamas para provar a resistência ao fogo Imagem: Reprodução

De Splash, em São Paulo

25/05/2022 15h48

Para protestar contra a censura nos Estados Unidos, a obra "O Conto da Aia" — banida há anos em bibliotecas públicas de diversos estados — ganhou uma edição especial à prova de fogo.

No vídeo de divulgação da ação, a autora Margaret Atwood, de 82 anos, ataca a própria obra com um lança-chamas, provando que o livro é resistente ao fogo.

A edição à prova de fogo será leiloada e o dinheiro será destinado à PEN America, uma ONG que defende a liberdade de expressão nos Estados Unidos. Na manhã de ontem, a oferta mais alta pelo livro era de US$ 40 mil (R$ 193 mil).

Segundo a PEN America, 1.586 livros foram banidos por administrações escolares públicas dos Estados Unidos entre julho de 2021 e março de 2022. A maior parte deles aborda temas como racismo, identidade de gênero e orientação sexual. Quando um livro é banido, ele não pode ser disponibilizado em escolas ou discutido em aulas.