PUBLICIDADE
Topo

Johnny Depp nega alegações 'insanas' de violência sexual de Amber Heard

A chegada de Johnny Depp em tribunal de Virginia, EUA - Cliff Owen/Getty Images
A chegada de Johnny Depp em tribunal de Virginia, EUA Imagem: Cliff Owen/Getty Images

Colaboração para Splash, em São Paulo

25/05/2022 15h06Atualizada em 25/05/2022 15h06

O julgamento de Amber Heard no processo contra Johnny Depp segue a todo vapor. Após ouvir o depoimento de uma das ex-namoradas do ator, a modelo Kate Moss, o próprio ator foi chamado novamente a depor.

Os advogados do ator o chamaram novamente para responder questões que surgiram após os depoimentos de Amber e de suas testemunhas. Quando questionado sobre ter atitudes violentas com a atriz de 'Aquaman', Johnny respondeu que elas são "insanas". "É insano ouvir acusações hediondas de violência - violência sexual - que ela atribuiu a mim. Horríveis, ridículas, humilhantes, absurdas, dolorosas, malucas, inimaginavelmente brutais, cruéis e todas falsas. Todas elas falsas. Nenhum ser humano é perfeito, certamente não, nenhum de nós. Mas nunca em minha vida eu cometi assédio sexual, abuso físico", disse o ator no julgamento.

O ator está processando sua ex-esposa por difamação ao dizer publicamente que havia sobrevivido a assédio e violência doméstica durante o relacionamento com ele. Já Amber está processando de volta por alegações de abuso.

O julgamento está acontecendo desde o início de abril desse ano. A atriz deu seu depoimento nas últimas semanas, e os argumentos finais estão previstos para serem ouvidos pelo júri nesta sexta-feira.