PUBLICIDADE
Topo

Marcus Buaiz sobre boatos após separação: 'Não há compromisso com verdade'

O empresário Marcus Buaiz atuará no elo entre empresas, influenciadores, artistas e celebridades. - Reprodução / Instagram
O empresário Marcus Buaiz atuará no elo entre empresas, influenciadores, artistas e celebridades. Imagem: Reprodução / Instagram

De Splash, em São Paulo

23/05/2022 15h32

Marcus Buaiz negou boatos de que estaria deprimido após a separação de Wanessa Camargo.

Menos de um mês após anunciar o término de seu relacionamento de 17 anos com a cantora, o empresário assumiu a presidência do conselho administrativo da Spark, maior grupo especializado em marketing de influência do Brasil.

"Não estou deprimido, minha saúde física e mental está em perfeito estado, graças a Deus. Estou celebrando mais um avanço na minha carreira profissional e de muita responsabilidade. Só tenho a agradecer a quem me confiou essa nova posição", começou dizendo Buaiz.

"É muito comum que parte da imprensa fantasie ideias e fatos mirabolantes sobre a separação de pessoas públicas. É impressionante como para alguns não há um compromisso profissional com a verdade. Eu sinto muito que seja assim. Wanessa e eu tivemos uma história linda e que nos presenteou com dois filhos magníficos e felizes. Seremos sempre uma família", completou.

1 - Divulgação - Divulgação
Raphael Pinho, Marcus Buaiz e Rafael Coca
Imagem: Divulgação

Na Spark, Buaiz atuará no elo entre empresas, influenciadores, artistas e celebridades. A empresa, que faturou mais de R$ 100 milhões no ano passado, cria e negocia ações de marketing e publicidade para empresas multinacionais utilizando as redes sociais nomes como Anitta, Hugo Gloss e outros.

Para o empresário, a experiência de anos na área do entretenimento ajudou na conquista do cargo.

"O mundo do entretenimento e artístico orbita a influência desde que o mercado do showbis existe. Os famosos sempre inspiraram e influenciaram o gosto de todo o mundo. Como eu fiz e faço parte desse mundo até hoje, trago uma base de conhecimento para a Spark nesse sentido também", afirmou.