PUBLICIDADE
Topo

Sem citar Anitta, Zé Neto se desculpa por opinião polêmica: 'Fala infeliz'

Zé Neto grava vídeo pedindo desculpas após manifestações polêmicas - Reprodução/Instagram
Zé Neto grava vídeo pedindo desculpas após manifestações polêmicas Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, em São Paulo

21/05/2022 11h26

O cantor Zé Neto, que faz dupla sertaneja com Cristiano, se manifestou, na manhã de hoje, para fazer um pedido formal de desculpas a quem possa ter ofendido com suas recentes opiniões. Sem citar a cantora Anitta, ele também pediu o fim dos ataques recebidos por ser uma pessoa que está somente atrás de paz.

Através dos stories, no Instagram, o artista de 32 anos publico uma nota lamentando os ataques recebidos e destacou que sua declaração quando falava sobre 'mostrar o toba' foi somente visando exaltar a vida dos trabalhadores rurais.

 Zé Neto grava vídeo pedindo desculpas após manifestações polêmicas - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Zé Neto grava vídeo pedindo desculpas após manifestações polêmicas
Imagem: Reprodução/Instagram

"Gente, descarto aqui todo tipo de ódio. Estou vendo várias pessoas se revoltando. Saiba que não aprovo nem um tipo de ódio e cancelamento. Só queria passar que nem todo mundo sabe a dor do próximo. É muito fácil atacar alguém e ver o povo vibrar com isso. Nunca foi essa a minha intenção. Só quis mostrar um ponto de vista. Mas respeito a opinião de cada um. Entendi que o ódio não traz nada a ninguém. Não quero que ninguém tenha raiva da gente, e nem de quem se enquadra no que eu disse. Nunca quis incitar o ódio, mas aprendi uma lição com tudo que passados. Cada um carrega a sua dor e cada um tem a sua razão. Deus abençoe a todos. Desde os que desejam o mal até quem exausta ele. Obrigado pelo carinho", escreveu ele.

Em seguida, Zé Neto postou uma série de vídeos reforçando que não teve a intenção de incitar o ódio contra ninguém. "Gente, praticamente dobrou o número de engajamento, os comentários contra e a favor, mas eu só queria dizer uma coisa, gente. Nunca, nunca, pela vida dos meus filhos, a nossa intenção foi incitar o ódio. A gente se expressou de uma maneira, porque quis mostrar o lado de quem vive do agro, de quem vive da roça, o lado de quem calça uma botina e vai tirar leite, de quem monta num trator, do cabocó que pega uma colhedeira. Enfim, a gente sabe do sacrífico que é, mas não incitar o ódio, jamais. Eu acho que isso está longe da gente e peço desculpa a quem entendeu errado", destacou.

Eu queria repreender todo tipo de ódio que está sendo construído por causa de uma expressão errada que eu fiz. Em algumas coisas, eu confirmo o meu ponto de vista e de algumas coisas que não. Acho que a gente é livre para escolher o que quiser e cada um tempo o seu ponto de vista. Tem gente que calça botina amarela e está do lado de cá vendo como funciona, que vai me apoiar e conversar aqui. Tem gente do lado de lá que também sabe como funciona. Independente disso, a gente está aqui representando música, cantando que é o que a gente sabe fazer melhor.
Zé Neto

O cantor encerrou sua manifestação com um novo pedido de desculpa aos 'ofendidos' e garantiu respeitar cada pessoa pelo seu 'mérito e talento' sem julgamentos.

Eu só queria dizer me desculpe as pessoas que se sentiram ofendida. Obrigada as pessoas que me apoiaram, mas não apoio nenhum tipo de ódio. Que a gente persista sempre acreditando nos nossos sonhos. Eu nem sei falar o português correto, imagina outras línguas. Eu respeito cada um pelo seu mérito, pelo seu talento e por tudo... Desculpa por algum posicionamento que eu tive, por alguma fala infeliz que fiz, mas é de coração. Não tô atrás de nada. Só estou atrás de paz.

Polêmicas de Zé Neto

Desde o último final de semana, o mundo dos famosos se mobilizou por uma treta: enquanto alguns defendem Anitta, outros estão ao lado de Zé Neto, da dupla sertaneja com Cristiano.

Tudo começou com uma fala de Zé Neto durante um show em Sorriso, no Mato Grosso. Para exaltar o próprio sucesso e a cidade que o recebia, o cantor lançou uma provocação sobre a Lei Rouanet e sobre artistas que precisam "fazer tatuagem no toba" para mostrarem se estão bem ou mal:

Estamos aqui em Sorriso, Mato Grosso, um dos estados que sustentou o Brasil durante a pandemia. Não somos artistas que não dependemos de Lei Rouanet. Nosso cachê quem paga é o povo. A gente não precisa fazer tatuagem no 'toba' para mostrar se a gente está bem ou mal. A gente simplesmente vem aqui e canta, e o Brasil inteiro canta com a gente. Zé Neto, em show

É sabido que Anitta tem uma tatuagem íntima na região do ânus — a cantora falou sobre o desenho no reality "Ilhados com Beats", e até postou um vídeo retocando a tattoo no OnlyFans.

Até agora, Anitta não respondeu à provocação de Zé Neto. Mas seus fãs saíram em sua defesa, e famosos como Felipe Neto e GKay também ficaram do lado da funkeira.

"'A gente não precisa fazer tatuagem no toba para mostrar que tá bem'. Diz o cara que precisa atacar a colega de profissão para ser notado. Tinha que ser minion", comentou Felipe Neto.

GKay citou a apresentação de Anitta no Coachella e afirmou: "Late mais alto, que de onde a Anitta tá ela não escuta, more".

Até o pai de Anitta opinou sobre a polêmica, dizendo que não é a primeira vez que Zé Neto tem "problemas unilaterais" com sua filha:

Esse merd* sempre teve problemas unilaterais com ela. No Festeja, deu ataque porque ela abriu um show sertanejo. Mais tarde, em uma cidade do interior, colocou o ônibus deles trancando a saída da nossa produção. Mauro Machado, pai de Anitta

Com a repercussão de sua fala, Zé Neto se pronunciou: "Não falei o nome de ninguém. Mas o engajamento está top. Mete o pau. Desculpa não responder todo mundo, é que tenho 23 shows neste mês. Então, vou descansar aqui. Beijo, pessoal", comentou o cantor, numa postagem no Instagram.