PUBLICIDADE
Topo

Maria Zilda Bethlem diz que teve 'má sorte' de trabalhar com Arthur Aguiar

De Splash, em São Paulo

19/05/2022 09h41

A atriz Maria Zilda Bethlem, 70 anos, chamou de "má sorte" a experiência de trabalhar com Arthur Aguiar e outro ator jovem na novela "Êta Mundo Bom!" (TV Globo). Em entrevista à RedeTV!, ela relembrou:

"Tive a má sorte de, na última novela que eu fiz, trabalhar com dois meninos jovens que, enquanto o diretor ensaiava, eles ficavam no telefone fazendo Snapchat. Aí quando o diretor dizia: 'Gravando', eles chegavam em mim e perguntavam 'Zildinha, eu falo o quê, hein? Eu fico onde?'. Pronto: um deles ganhou agora o Big Brother."

A atriz não especificou quem era o outro ator jovem a quem se referia, mas disse que o problema não é a idade, citando a série "Pico da Neblina" (HBO) como exemplo: "Aí o pessoal das más-línguas diz que eu não trabalho mais em televisão porque a garotada não sabe nada. É mentira!"

"Eu trabalhei nessa série, 'Pico da Neblina', tudo garotada, tudo profissional sem texto na mão, sem texto no telefone, chegando na hora. Com o personagem estudado, um show de bola."

Maria Zilda também comentou a polêmica escalação de Jade Picon para a novela "Travessia". Ela disse não estar por dentro da história, e opinou: "Eu não estou sabendo dessa história atual de DRT. O que acontecia é que algumas pessoas que realmente não eram atores, eram amigos. Faz umas amizades, o diretor indica, aí acaba com a carteirinha de ator".

"Não tenho nada contra nem a favor. Eu sou contra você querer ser uma celebridade quando você não quer ser ator, ou não tem o talento para isso, só quer aparecer. Então, você usa isso para tirar o espaço, o trabalho de alguém que é ator, que tem talento. E vai para o set de filmagem trabalhar sem ter estudado, sem saber o seu texto, sem prestar atenção nos ensaios."

Polêmicas

Não é a primeira vez que Maria Zilda Bethlem expõe os bastidores de sua experiência na Rede Globo. Em live com Oscar Magrini no final de 2020, ela comentou sobre o "teste do sofá" na emissora. O ator disse que lá havia um "quartinho do pó e do c*", ao que Maria Zilda respondeu:

"Eu sei muito bem como aquilo funcionava, fui casada com diretor. Não é teste do sofá, não. É teste do c*."

Já em conversa com a atriz Elizângela, também em live no Instagram, Maria Zilda disse ter recebido apenas R$ 237,40 pela reprise da novela "Selva de Pedra" no Canal Viva. Elizângela riu: "O Viva não paga, o Viva dá esmola".