PUBLICIDADE
Topo

Depp acena para fãs ao entrar em tribunal: 'Fiz café da manhã para eles'

A chegada de Johnny Depp em tribunal de Virginia, EUA - Cliff Owen/Getty Images
A chegada de Johnny Depp em tribunal de Virginia, EUA Imagem: Cliff Owen/Getty Images

De Splash, em São Paulo

19/05/2022 17h30

O ator Johnny Depp disse ter preparado um "café da manhã" para os seus fãs ao chegar em um tribunal de Virginia, EUA, durante o julgamento envolvendo a ex-mulher do artista, Amber Heard. A declaração ocorreu em 17 de março e foi divulgada pelo jornal britânico Independent.

"Acabei de fazer o café da manhã para todos eles", afirmou ainda do lado de fora do tribunal. É o décimo nono dia do julgamento por danos morais envolvendo Depp e a ex-mulher, Amber Heard, informou a publicação.

"Waffles", respondeu o ator ao ser perguntado o que foi preparado no café da manhã. O artista acenou para os fãs que acompanhavam o julgamento no local.

O público presente também vaiou a equipe de Amber Heard. Após os depoimentos da atriz no julgamento, outras testemunhas devem ser ouvidas até a conclusão do caso.

Camille Vasquez, advogada de Johnny Depp, ganhou uma legião de fãs nas redes sociais nos últimos dias após interrogar Amber Heard de forma incisiva — e, por vezes, agressiva — no processo de difamação que o ator move contra a ex-mulher.

Segundo o site "The Tab", Camille Vasquez se formou em Direito em 2010, e este é seu primeiro caso envolvendo celebridades.

Entenda o caso

O ex-casal, que se conheceu em 2012, nas gravações de "O Diário de um Jornalista Bêbado", teve um destino longe de final feliz de filme romântico. Firmado em 2015, o casamento durou 15 meses.

Desde então, há seis anos, a vida privada dos dois se tornou pública e ganhou protagonismo: eles aparecem na imprensa do mundo inteiro trocando acusações, enquanto seus feitos no cinema são meros coadjuvantes.

Em maio de 2016, Amber Heard deu entrada no divórcio e acusou Johnny Depp de violência doméstica. Já no fim de 2018, ela publicou um artigo no jornal norte-americano The Washington Post. Depp nem foi citado, mas os relatos contados pela atriz foram associados a ele. Este é o julgamento que está em curso, e o ator pede US$ 50 milhões, aproximadamente R$ 250 milhões.