PUBLICIDADE
Topo

Taylor Hawkins disse aos amigos "não aguentar mais" antes de sua morte

Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters - Reprodução/Facebook
Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters Imagem: Reprodução/Facebook

Colaboração para Splash, em São Paulo

17/05/2022 14h51Atualizada em 18/05/2022 07h48

A morte do baterista da banda Foo Fighters, Taylor Hawkins, pegou a muitos de surpresa. Porém, de acordo com alguns amigos do músico, ele já dava sinais de que não aguentava mais.

Segundo um artigo feito pela revista Rolling Stone, foram entrevistados 20 amigos do baterista no último mês. E, de acordo com a maioria deles, Hawkins estava preocupado com o calendário de shows do Foo Fighters, e não tinha certeza se conseguiria tocar por três horas noite após noite. Os amigos entrevistados disseram que ele não sabia se continuaria como integrante da banda por muito tempo mais.

Um dos entrevistados foi o baterista da banda Pearl Jam, Matt Cameron, que citou uma conversa que Taylor teria tido com o vocalista da banda, Dave Grohl. "Ele desabafou com o Dave e, é, ele me disse que 'não conseguia aguentar mais', essas foram as palavras dele. Acho que eles entraram num acordo, mas o calendário da turnê ficou ainda mais louco depois disso", disse Matt.

Os familiares próximos e colegas de banda não quiseram fazer parte do artigo, mas o representante do Foo Fighters negou todas as alegações. "Não, nunca houve este desabafo ou qualquer reunião do tipo com o Dave", disse ele, ainda negando que Taylor tenha feito qualquer reclamação sobre a carga horária de shows. "Ele nunca falou para Dave nem ninguém da equipe sobre isso", afirmou o representante em resposta à Rolling Stone.

Taylow Hawkings faleceu no dia 25 de março deste ano, na Colômbia, dois dias antes de se apresentar no Lollapalooza brasileiro.