PUBLICIDADE
Topo

'Sempre fui cuidadoso', diz motorista do acidente de Conrado e Aleksandro

Valdoir Euripedes da Silva, motorista do ônibus da dupla Conrado e Aleksandro, falou sobre acidente - Divulgação/RecordTV
Valdoir Euripedes da Silva, motorista do ônibus da dupla Conrado e Aleksandro, falou sobre acidente Imagem: Divulgação/RecordTV

Colaboração para Splash, em São Paulo

15/05/2022 20h44Atualizada em 15/05/2022 22h29

Valdoir Euripedes da Silva, motorista do ônibus da dupla sertaneja Conrado e Aleksandro, concedeu entrevista ao "Domingo Espetacular" (RecordTV) e deu detalhes sobre o acidente sofrido pela equipe dos artistas no dia 7 de maio. Aleksandro foi uma das seis vítimas, enquanto Conrado segue internado em Registro (SP).

Ele contou que, com 32 anos de profissão, era motorista reserva e aquela foi a quarta viagem que fez com a dupla. Na altura do quilômetro 400 da rodovia Regis Bittencour, ouviu uma explosão, e pensou que seria do pneu.

"Ele (pneu) explodiu mesmo. Antes do acidente, eu tava na direita, quando passei por duas 'saliências' que bateram no ônibus, logo a frente o pneu veio a estourar, e não consegui ter o controle do volante. Bateu na guia, desceu para dentro da vala... Eu só me lembro de quando ele (ônibus) deitou e eu saí correndo de dentro do ônibus", contou.

Valdoir nega que estava dirigindo acima do limite e ressalta que tomava cuidado na estrada: "Sempre fui cuidadoso, sempre trabalhei cuidando do meu serviço, sempre respeitando, porque a gente tem que respeitar o outro para ser respeitado na estrada. Você sabe que o trânsito é cruel".

Acidente

O acidente foi provocado pelo estouro do pneu esquerdo dianteiro do veículo que a banda estava. Seis pessoas morreram, dentre elas o cantor Aleksandro e o guitarrista Wisley Novaes. Namorada de Conrado, Anna Moraes pediu orações para o cantor nos Stories do Instagram.

Logo após o acidente, a assessoria da dupla sertaneja comunicou que Conrado tinha alguns ferimentos leves. No entanto, após passar por uma série de exames, constatou-se que seu estado era grave.

A dupla

Conrado e Aleksandro realizavam uma média de 15 shows por mês, percorrendo todo o Brasil, com destaque para as principais capitais como Curitiba (PR), São Paulo (SP), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO).

A dupla tem na discografia quatro CDs lançados, "Plano B" (2011), "Ao Vivo em Maringá" (2012, Som Livre), "Lobos" (2014, Som Livre), "Ao Vivo em Curitiba" (2015), o EP "Vivendo de Arte" (2017) e, até então, dois DVDs, "Ao Vivo em Maringá" (2012, Som Livre) e "Ao Vivo em Curitiba" (2015). "Ao Vivo em Londrina" (2019).

O trabalho mais recente, o single "Efeito Borboleta", já alcançou a marca de 1,5 milhão de visualizações no YouTube.