PUBLICIDADE
Topo

Golpista do Tinder pode ser preso, mas não pelos golpes às mulheres

O Golpista do Tinder pode finalmente ser preso - Reprodução
O Golpista do Tinder pode finalmente ser preso Imagem: Reprodução

De Splash, em São Paulo

22/04/2022 19h35

Simon Leviev, o "Golpista do Tinder", está sendo procurado pelas autoridades da Espanha depois que um mandado de prisão foi expedido contra ele. O agora procurado da justiça espanhola foi pego dirigindo com uma carteira de habilitação falsa.

Segundo informações do Daily Mail, ele está sob investigação de um caso que aconteceu em 2019, quando seu carro, uma Maserati de cerca de R$ 490 mil foi apreendido. O veículo parou de funcionar depois que o golpista e uma "russa misteriosa" passaram o dia em uma praia espanhola. Então, ele solicitou um caminhão reboque.

Ao pedir ajuda, ele disse aos policiais que era um turista chamado Michael Bilton e, segundo a polícia, apresentou uma licença falsa. Um policial, que era especializado em identificar documentos falsos, descobriu que se tratava de Shimon Hayut,o nome verdadeiro do golpista que supostamente enganou mulheres e as deixou com dívidas na casa dos milhões de dólares. No entanto, mesmo com a desconfiança sobre a veracidade dos documentos, nenhuma prisão foi feita.

Na manhã desta sexta-feira, a polícia pediu a um tribunal na cidade portuária de Algeciras, no sul da Espanha, para reabrir a investigação criminal contra o homem que agora sabem ser Leviev, o mesmo documentário.

"Golpista do Tinder" conta a história de três mulheres que dizem ter sido traídas por Simon Leviev, após conhecê-lo através do aplicativo.

Elas passaram enormes quantias de dinheiro para ele, com valores na casa dos milhões de reais. Ele nega ter roubado dinheiro das mulheres. Após o documentário, o Tinder removeu a conta de Leviev do aplicativo.