PUBLICIDADE
Topo

Grammy 2022: qual a diferença entre melhor gravação e canção do ano?

De Splash, em São Paulo

03/04/2022 22h08

O Grammy premia os destaques da música, mas entre tantas categorias (são 84 ao todo!) a gente acaba ficando confuso.

Um dos temas mais polêmicos, que em todos os anos dá um nó na cabeça de quem acompanha o prêmio é: qual diabos é a diferença entre gravação e canção do ano? Splash explica.

Gravação do ano

Nada mais é do que destacar todo mundo que entrou no estúdio para registrar aquele hit que você passou o ano todo cantando. Sam Smith, por exemplo, venceu a gravação do ano em 2014 por "Stay With Me". Quem levou o Grammy: o cantor, ao lado dos três produtores do single e dos quatro engenheiros de som que ajudaram a gravar, mixar e masterizar a faixa.

A melhor gravação do ano de 2022 foi "Leave The Door Open", do Silk Sonic.

Canção do ano

Vai para o compositor da faixa, e apenas para ele. Alicia Keys, que levou o caneco por "Fallin" em 2001, por exemplo, subiu ao palco sozinha porque apenas ela escreveu a faixa, por exemplo.

No Grammy 2022, a canção do ano também foi "Leave The Door Open", da dupla Silk Sonic. Anderson Paak, Bruno Mars e D'Mile subiram ao palco para receber a premiação na disputa com "Drivers licence", de Olivia Rodrigo.

Para ficar ainda mais claro...

Caso os intérpretes da música também sejam os compositores, eles voltam ao palco para receber o prêmio durante a cerimônia do Grammy.

Em 2021, tanto Billie Eilish quanto H.E.R. subiram no palco para pegar os prêmios, já que, além de intérpretes, elas também assinam como compositoras das faixas em que venceram.

No caso de Billie Eilish, o prêmio também era do seu irmão Finneas O'Connell, que escreveu junto com ela e produziu "Everything I Wanted", a gravação do ano.

Já no caso de H.E.R., ela divide o prêmio de canção do ano com Tiara Thomas e Dernst Emille II, que escreveram "I Can't Breathe" com ela.