PUBLICIDADE
Topo

Dinheiro e superação: Meme de Jesus restaurado foi de vandalismo a arte

A restauração de Jesus virou um meme há 10 anos - Centro de Estudios Borjano
A restauração de Jesus virou um meme há 10 anos Imagem: Centro de Estudios Borjano

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

29/03/2022 04h00

Há dez anos, a internet mostrou que até mesmo as piores coisas podem dar a volta e ter um lado positivo. Foi o que aconteceu com a restauração feita por Cecilia Giménez, de 82 à época, que decidiu ajudar a paróquia de sua cidade com uma melhoria a um afresco de 1930 que não estava em bom estado.

A idosa — que não contava com conhecimentos técnicos, apenas com muita boa vontade — se prontificou a fazer o trabalho, mas a reação das pessoas não foi das melhores de início. Giménez acabou mudando a imagem de Jesus retratada na arte, mas também fez com que a história da cidade de Borja, na Espanha, tomasse um rumo inesperado e recebesse milhares de euros em turismo.

O que rolou?

Conhecido como "Ecce Homo", o afresco representava Jesus com a coroa de espinhos e foi feito por Elías García Martínez. No entanto, depois que passou pela restauração de Cecilia, ele não parecia mais o mesmo.

O caso ficaria apenas entre os moradores da pequena cidade de 5 mil habitantes, se não fosse pelo poder da internet, que, em pouco tempo, disseminou a imagem e chocou a todos pela diferença da original para a atual. As autoridades da Borja chegaram a cogitar que se tratava de um caso de vandalismo, mas logo a verdade apareceu: foi a visitante assídua da paróquia.

Ecce Homo - Reprodução - Reprodução
Faz dez anos que o Ecce Homo foi restaurado e se tornou meme
Imagem: Reprodução

Em entrevista à TV local, Cecilia Giménez explicou a chateação ao ver a obra descascando devido à umidade das paredes das Igreja e, ao se defender, explicou que o alvoroço não fazia sentido, afinal ela tinha feito todo o trabalho durante o dia e contava com aprovação do clérigo responsável.

O padre sabia. Eu nunca tentei fazer nada escondido.

Ela disse ainda que se tratava de um "trabalho incompleto e andamento". "Deixei secar e sai de férias por duas semanas, achando que terminaria a restauração quando voltasse. Quando voltei, todo mundo no mundo tinha ouvido falar do 'Ecce Homo'. A forma como as pessoas reagiram ainda me dói, porque eu não terminei a restauração. Ainda penso em como se eu não tivesse saído de férias, nada disso jamais teria acontecido."

Reviravolta

A obra de arte — que antes não era conhecida e até mesmo era considerada como "pouca importância artística", de acordo com a imprensa especializada — ganhou fama e era um dos assuntos mais comentado nas redes sociais. Giménez não lidou bem com a repercussão e precisou tomar remédios para conseguir esquecer o fracasso.

Cecilia Giménez restaurou do seu jeito o Ecce Homo - Reprodução - Reprodução
Cecilia Giménez restaurou do seu jeito o Ecce Homo
Imagem: Reprodução

No entanto, tudo mudou quando a cidade de Borja começou a ser visitada por turistas internacionais focados que tinham como objetivo apenas conhecer com seus próprios olhos o quadro que se transformou em meme. Toda essa peregrinação começou a gerar dinheiro para o município espanhol. Assim, a cidade conseguiu até mesmo superar a crise e manteve abertos restaurantes e museus. Em 2016, o número de turistas que visitavam a cidade aumentou de 6 mil para até 200 mil.

Então, de piada na internet, Cecilia Giménez se tornou uma celebridade local e sua obra se tornou conhecida mundialmente. Para se ter uma ideia, ela é homenageada todos os anos pelos moradores no dia 25 de agosto, o dia que a nova pintura foi descoberta. A nova "Ecce Homo" figurou bilhetes de loteria da cidade, rótulos de vinhos, camisetas e muitas outras lembranças que turistas poderiam comprar.

Vinho Ecce Homo - Divulgação - Divulgação
Vinho Ecce Homo
Imagem: Divulgação

O interesse dos turistas foi tanto que a igreja começou a cobrar para ver o afresco. No ano seguinte à restauração, a atividade turística gerou 40 mil visitas e mais de 50 mil euros para uma instituição de caridade local. Giménez pediu uma parte dos royalties.

Em 2018, em entrevista ao The Guardian, ela disse lidar bem com o ocorrido, mas deixou um aviso: "Não faça isso. Tudo acabou bem aqui, mas nem sempre termina bem na Espanha - e você aparecerá nos jornais."

Mais casos

Outros restauradores amadores começaram a aparecer e, em 2020, uma pintura que retrata Virgem Maria, feita pelo artista barroco Bartolome Esteban Murillo, ficou irreconhecível depois que uma restauração deu muito errado.

Segundo informações do The Guardian, o homem tentou duas vezes restaurar o quadro, mas nenhuma delas deu certo. Mesmo assim, o "artista" cobrou mais mil euros pelo trabalho.

Virgem Maria restaurada deu errado - Reprodução - Reprodução
Virgem Maria restaurada deu errado
Imagem: Reprodução

Outro caso também foi o de São Jorge, em Estella, na Espanha, que ficou deformado depois da tentativa de melhorias.

Escultura de São Jorge antes e depois da restauração; objetivo era apenas 'arrumar um espaço que estava sujo' - ARTUS RESTAURACIÓN PATRIMONIO - ARTUS RESTAURACIÓN PATRIMONIO
Escultura de São Jorge antes e depois da restauração; objetivo era apenas 'arrumar um espaço que estava sujo'
Imagem: ARTUS RESTAURACIÓN PATRIMONIO