PUBLICIDADE
Topo

Drogas, dor no peito: O que se sabe da morte do baterista Taylor Hawkins

De Splash, em São Paulo

26/03/2022 10h15Atualizada em 27/03/2022 07h47

A morte de Taylor Hawkins horas antes de ele ir ao palco de um festival na Colômbia e a dois dias da apresentação do baterista com o Foo Fighters no Lollapalooza Brasil, em São Paulo, chocou os fãs e gerou homenagens no mundo do rock. A notícia foi dada no começo da madrugada de hoje, pela própria banda.

Taylor tinha 50 anos e estava no Foo Fighters desde o terceiro disco de estúdio do grupo. Ele já havia passado por uma overdose e o fato de seu corpo ter sido achado por funcionários de um hotel levantam dúvidas das causas da morte, ainda não divulgada.

A polícia colombiana anunciou que investigará o caso, mas apontou que ele pode estar relacionado ao uso de drogas. Já a secretaria de saúde local confirmou que recebeu um chamado com reclamação de dores no peito por parte do baterista.

Splash apurou que, devido à morte, o show do Foo Fighters no Lollapalooza, que ocorreria amanhã, está cancelado.

Veja o que se sabe sobre o caso até agora:

FF na Colômbia

O Foo Fighters chegou na quarta-feira à Colômbia para se apresentar no festival Estéreo Picnic, realizado ontem. Eles seriam a principal banda da noite.

O grupo passou por México, Argentina, Chile e encerraria a turnê com as apresentações na Colômbia e no Brasil, em São Paulo.

A banda estava hospedada em um hotel da capital colombiana, Bogotá. Segundo o jornal Semana, nas últimas horas antes da morte de Hawkins, o grupo saiu para atividades de lazer na capital.

Mais tarde, quando os músicos se preparavam para sair com destino ao festival, foi notada a ausência de Hawkins.

Versões

De acordo com o Semana, funcionários do hotel foram acionados para procurar Hawkins, enquanto os membros da banda se preparavam para sair.

Ao baterem insistentemente na porta do quarto de Hawkins sem obter resposta, funcionários tiveram que entrar e encontraram o corpo do artista no chão.

Imediatamente, a equipe de segurança reportou o incidente e, minutos depois, chegaram médicos que tentaram reanimar Taylor Hawkins, sem sucesso.

O corpo do músico foi encontrado por volta das 17h30 (horário local) e, segundo o jornal, a polícia afirma que pode ter sido em decorrência do uso de entorpecentes.

No entanto, outra versão que ainda será apurada foi dada pelo jornal El Tiempo.

Fontes ouvidas pelo diário afirmam que Taylor teria reclamado de dores no peito, chamado médicos, mas morreu antes de ser atendido.

Anúncio

O Foo Fighters anunciou em suas páginas oficiais a morte de Taylor, por volta da meia-noite de hoje, com uma mensagem:

"A família Foo Fighters está devastada pela perda trágica e prematura de nosso amado Taylor Hawkins", diz comunicado divulgado pelo grupo.

"Seu espírito musical e sua risada contagiante viverão com todos nós para sempre. Nossos corações estão com sua mulher, filhos e família. Pedimos que sua privacidade seja tratada com o maior respeito neste momento inimaginavelmente difícil", acrescenta o comunicado.

O Lollapalooza também se pronunciou, falando em um fato devastador.

Investigação

Ontem à noite, investigadores foram ao hotel coletar provas e depoimentos de pessoas que tiveram contato com o músico.

Eles também colherem imagens das câmeras de segurança do local para tentar identificar se o baterista estava sozinho ou se alguém o acompanhou até seu quarto.

Relatórios preliminares descartam uma morte violenta, de acordo com o Semana.

A polícia agora vai apurar as causas da morte e se elas tem relação com uso de drogas.

O baterista sobreviveu a uma overdose em 2001, por uso de heroína. Ele afirmou, anos depois, que aquilo mudou sua vida.

O que a secretaria de saúde diz

A Secretaria Distrital de Saúde de Bogotá divulgou uma nota a respeito da morte de Taylor em que informa que os serviços de emergência receberam chamado para atendimento de "um paciente com dor no peito em um hotel localizado na zona norte da cidade".

Uma ambulância foi enviada até o hotel, porém, na chegada das equipes da Secretaria de Saúde, já "havia uma equipe de atendimento móvel da empresa EMI" realizando os primeiros socorros a Hawkins, diz o comunicado.

"A profissional de saúde que atendeu a emergência indicou que realizou as respectivas manobras de reanimação; no entanto, não houve resposta e o paciente foi declarado morto", acrescenta.

O que a polícia diz

De acordo com o El Tiempo, uma nota policial preliminar indica que "a causa da morte se encontra por estabelecer e, de acordo com versões alegadas, a morte pode estar associada ao consumo de substâncias entorpecentes".

No entanto, autoridades médicas ainda não se pronunciaram e apenas após os resultados de exames e da investigação será possível determinar as reais causas da morte do baterista.

Exames apontam drogas

Segundo as autoridades policiais da Colômbia, foram achadas no corpo do músico pelo menos dez substâncias diferentes, entre as quais maconha, antidepressivos e opioides.

"No exame toxicológico de urina realizado em Taylor Hawkins foram encontrados preliminarmente dez substâncias, entre elas: THC (maconha), antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opioides", informou a Fiscalía General de la Nación - órgão equivalente à Procuradoria Geral da Nação, no Brasil - que dará continuidade a investigação para confirmar a causa da morte.

Cancelamento

Segundo o festival Estéreo Picnic, o Foo Fighters confirmou ter cancelado os shows que faria, o que incluiria o Brasil.

Segundo Splash apurou, a apresentação no Lollapalooza, que ocorreria amanhã, está cancelada. A organização e a banda ainda não se pronunciaram oficialmente sobre isso.

Disco e filme

O Foo Fighters vinha promovendo seu álbum "Medicine at Night", de 2021, e um filme, o primeiro longa da carreira da banda, já conhecida por atuar em seus videoclipes.

Dave Grohl, Taylor e companhia lançaram "Studio 666", um filme de terror com trilha sonora de heavy metal e muito sangue, com os músicos nos papéis principais da trama.