PUBLICIDADE
Topo

Marieta Severo aprova mudanças na TV e critica governo Bolsonaro

Marieta Severo celebrou as mudanças na TV brasileira - Globo/Fabio Rocha
Marieta Severo celebrou as mudanças na TV brasileira Imagem: Globo/Fabio Rocha

Colaboração para Splash, em Maceió

23/03/2022 08h44

A atriz Marieta Severo, de 75 anos, celebrou as mudanças na TV brasileira, que abriu maior espaço para a pluralidade de vozes e de corpos em seus produtos. No entanto, a artista lamenta que, mesmo com uma "maior consciência do nosso país", o Brasil seja gerido por um governo como o de Jair Bolsonaro (PL).

Em entrevista à Quem, Severo pontuou que, hoje em dia, é inimaginável que uma produção para as telinhas deixe de retratar as diferentes camadas sociais do país, e ressaltou também que houve uma "evolução" em temas relacionados ao assédio, ao racismo e às causas femininas.

"Hoje em dia é mais difícil a gente ter uma novela que não retrate as diferenças sociais. Em questão de assédio sexual, caminhamos muito nesses 20 anos, assim como o racismo, as causas femininas. 20 anos depois, a gente tem uma maior consciência do nosso país, mas nunca imaginei que chegaríamos a esse tipo de governo", declarou.

Para Marieta Severo, até duas décadas atrás era inconcebível que a maioria dos brasileiros apoiasse uma figura política como a de Jair Bolsonaro para o posto de presidente da República. Segundo contou, ela "nunca" imaginou que "alguém assinaria embaixo deste tipo de governo".

"Por incrível que pareça, tem uma parcela da população que fecha e assina embaixo com esses valores que esse governo propõe. Há 20 anos, a gente não poderia imaginar que a população brasileira elegeria um governo com este tipo de valor", completou.