PUBLICIDADE
Topo

Quem é João Paulo Demasi, que vive relacionamento aberto com Bela Gil

De Splash, em São Paulo

17/02/2022 04h00Atualizada em 17/02/2022 13h05

O empresário e designer João Paulo Benevides Demasi, de 41 anos, foi exaltado nesta semana pela mulher, Bela Gil, 34, em uma publicação no dia de São Valentim, 14 de fevereiro. Bela criticou a monogamia e revelou relacionamento aberto com Demasi há 18 anos.

"Desde sempre desacreditei nas monoculturas! Essa visão colonialista e limitada dos monopólios, monoculturas, monoteísmos e monogamias. Muitas vezes, porém, nem sempre, se desdobram em violência contra a terra (desmatamento), contra a mulher (feminicídio), contra religiões (intolerância religiosa) e contra os pequenos (falência)", introduziu Bela na legenda.

"Então aproveitando o dia de São Valentim, feliz de somar a vida com você, meu amor. Seguimos há 18 anos juntos e livres para amar!", escreveu a apresentadora. João Paulo respondeu com a letra da música do sogro, Gilberto Gil, "O Seu Amor": "Ame-o e deixe-o livre para amar", diz um trecho do comentário.

O casal, entretanto, se conheceu antes mesmo de engatarem um romance. João Paulo já namorou a irmã de Bela, Preta Gil, por dois anos.

"Bela tinha 15 anos e eu uns 28 quando namorei o JP [João Paulo Demasi, hoje marido de Bela Gil]. Durou uns dois anos a relação. Passou um tempo e um dia minha irmã me contou: 'Estou namorando o JP'. Lembro que apenas disse pra ele: 'Cara, cuida da minha irmã!'. E é o que ele tem feito, é um homem incrível", afirmou a cantora em entrevista a Universa, em 2017.

"[Eu o reencontrei] no carnaval, em Salvador. Tinha certeza de que ele era o homem da minha vida. Foi amor à primeira vista", disse Bela ao jornal Extra em 2020, acrescentando que ele já tinha terminado com a irmã. Inclusive, Bela não achava ele se interessaria por ela. "Eu era dramática".

"Eu tomei a iniciativa! Fiquei seis meses com ele na cabeça. A gente se encontrou numa festa de uns amigos em comum. E me declarei! E nunca mais nos separamos", falou Bela ao Extra.

Juntos desde 2003, Bela e Demasi são pais de Flor, 13 anos, e de Nino, 5. Nas redes sociais, João Paulo acumula 26 mil seguidores em sua conta no Instagram. Recentemente ele publicou sobre a aprovação na Câmara dos Deputados do chamado "Pacote do Veneno". Outros famosos também se posicionaram.

Ele também aparece ao lado da mulher e de políticos, como Fernando Haddad (PT), ex-prefeito de São Paulo, e do ex-presidente Lula (PT).

Vida política

João Paulo e Bela decidiram ir além de publicações e posicionamento nas redes sociais. Em maio de 2020, o presidente do Psol (Partido Socialismo e Liberdade), Juliano Medeiros, anunciou no Twitter a filiação dos dois no partido.

Somente João Paulo lançou candidatura para vereador de São Paulo naquele ano. "Achei ótimo, precisamos de pessoas que nos representem. Mas, para mim, ainda não chegou a hora", comentou Bela em entrevista ao jornal Extra.

Na época da sua campanha, algo chamou atenção: seu registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostrou que ele se autodeclarou com a cor "preta". Já em 2020 o STF (Superior Tribunal Federal) aprovou aplicação de cota financeira para negros pelos partidos — medida seria válida a partir de 2022 — após liminar do ministro Ricardo Lewandowski. Houve aumento nas autodeclarações de negros (pretos e pardos) das candidaturas naquele ano.

Ao jornal Folha de São Paulo, Demasi afirmou que um eventual aumento de candidaturas negras se deu "por uma mudança do próprio entendimento do ser humano em se identificar negro", ou seja, por uma nova autopercepção ou autoaceitação.

foto 1 - Reprodução/ Instagram @belagil - Reprodução/ Instagram @belagil
João Paulo Demasi, conhecido como JP Demasi, tem 41 anos e foi candidato a vereador de São Paulo em 2020
Imagem: Reprodução/ Instagram @belagil

Filho de mãe negra e pai branco, ele tem cabelo liso e se explicou: "Não é meu nariz, minha boca, meu cabelo que me identificam. Isso tem que mudar até pela educação. A identidade é uma percepção minha, não uma percepção sua".

"Minha mãe é negra, é baiana. Eu era o menino preto numa escola de brancos. Eu sofri. Vi minha mãe chorar e chorei pela minha mãe, eu tenho a dor. Eu ouço 'só podia ser preto' desde os meus 12 anos. Me identifico preto desde criança", declarou.

Ele ressaltou que sua declaração como preto não tinha relação com a nova regra eleitoral, que não seria válida para a eleição de 2020 até aprovação no STF em outubro daquele ano.

Apesar dos esforços, João Paulo não conseguiu se eleger vereador da capital São Paulo. De acordo com o TSE, ele somou apenas 1.013 votos. Seria necessário um salto maior no número de votos.

Falando em saltos, paraquedas é certamente uma das paixões do designer. Das pouquíssimas publicações em seu perfil no Instagram — são apenas 11 desde 2016 —, quatro são sobre paraquedas, que também tem um destaque dedicado à prática.