PUBLICIDADE
Topo

Preparador de atores da Globo é denunciado por importunação sexual pelo MP

Alice Braga e Gabriel Leone posam com Sergio Penna nos bastidores de "Eduardo e Mônica" - Reprodução/Instagram
Alice Braga e Gabriel Leone posam com Sergio Penna nos bastidores de 'Eduardo e Mônica' Imagem: Reprodução/Instagram

De Splash, em São Paulo

24/01/2022 14h46

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou o preparador de elenco Sergio Penna por importunação sexual contra quatro alunas. Ele já foi referência na Globo e trabalhou com nomes como Rodrigo Santoro, Juliana Paes e Deborah Secco. Além disso, trabalhou com Alice Braga e Gabriel Leone no filme "Eduardo e Mônica", em cartaz hoje nos cinemas.

Segundo a denúncia, Sergio aproveitava a sua fama e posição de autoridade para abusar das mulheres que participavam de seus cursos e de confraternizações posteriores. Ele já chegou a colocar as mãos de duas alunas em seu órgão genital, apertou as nádegas de outras duas e também tentou beijar alunas.

O MP afirma que o preparador de elenco também se aproveitava da confusão mental das alunas, já que "as mulheres ficavam na dúvida se aquela forma excessiva era o jeito de ser dele e, portanto, não havia maldade na atitude, ou se era uma forma de abuso sexual. Assim, em diversas ocasiões, os atos libidinosos eram tidos como ações praticadas 'sem querer' ou sem cunho sexual, conseguindo o indivíduo satisfazer sua própria lascívia através do meio fraudulento empregado".

O caso foi investigado pela 13ª DP (Ipanema), que encaminhou o inquérito ao MP-RJ indiciando Sergio Penna pelos crimes de estupro, violação sexual mediante fraude, assédio sexual e importunação sexual. O órgão, por sua vez, protocolou quatro denúncias pelo crime de violação sexual mediante fraude, previsto no artigo 215 do Código de Processo Penal.

Procurado por Splash, João Francisco Neto, advogado de Sergio Penna, afirma: "A trajetória pessoal e profissional de Sergio Penna, diretor de teatro e preparador de elenco por mais de 40 anos, se levanta como um escudo em face de tais acusações, que serão enfrentadas nos autos do processo".

A redação também procurou a Globo e a advogada das vítimas, e aguarda resposta.