PUBLICIDADE
Topo

SBT vai entrar com recurso após condenação para indenizar Sheherazade

A jornalista Rachel Sheherazade - Reprodução / Instagram
A jornalista Rachel Sheherazade Imagem: Reprodução / Instagram

De Splash, em São Paulo

22/01/2022 16h45Atualizada em 22/01/2022 18h21

O SBT vai entrar com recurso na Justiça após ter sido condenado em primeira instância em ação contra a jornalista Rachel Sheherazade, informou a emissora a Splash hoje.

O juiz do trabalho Ronaldo Luis de Oliveira, havia determinado que a emissora pagasse uma indenização de R$ 500 mil por danos morais para a jornalista após ela mover um processo em abril de 2021.

Na ação, Sheherazade alegou que, apesar de ter sido contratada como pessoa jurídica pela emissora, tinha obrigações inerentes a um funcionário regular, como horas extras e plantões. Em decisão divulgada nesta semana, o juiz havia determinado que o SBT teria que reconhecer a jornalista como funcionária CLT.

Além disso, Sheherazade também afirmou na ação que foi alvo de assédio no ambiente de trabalho, como durante a entrega do Troféu Imprensa 2017.

Na ocasião, a apresentadora afirma ter sido tratada de modo "depreciativo, preconceituoso, vexatório, humilhante e constrangedor" por Silvio. O dono da emissora disse que ela tinha contratada para "continuar com sua beleza", e não dar opinião no telejornal.

Sheherazade saiu do SBT em setembro de 2020, um mês antes do vencimento de seu contrato, pouco depois de criticar o presidente Jair Bolsonaro (PL) em seu jornal. Procurada pelo UOL em abril de 2021, Sheherazade afirmou que a ação não tinha valor estipulado. Porém, a reportagem apurou que os valores giraram em R$ 19 milhões.

O processo trabalhista corre na 3ª Vara do Trabalho de Osasco, na Grande São Paulo.