PUBLICIDADE
Topo

Robbie Williams diz que assassino profissional foi contratado para matá-lo

Robbie Williams selou a paz com Liam Gallagher em 2020 - Reprodução/Instagram
Robbie Williams selou a paz com Liam Gallagher em 2020 Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, no Rio de Janeiro

17/01/2022 11h00

Robbie Williams, de 47 anos, confessou que já viveu momentos de terror no auge da sua carreira. O cantor contou que um assassino profissional foi contratado para matá-lo.

Em entrevista o podcast "The Past Week", o cantor revelou a situação traumática que enfrentou. "Eu nunca, jamais, havia dito isso antes, mas contrataram alguém para me matar. Eu nunca havia contado isso publicamente antes", disse o cantor.

O cantor continuou e disse: "Esse é o tipo de coisa que ninguém fica sabendo que acontece quando você se torna famoso".

Na mesma entrevista, o cantor falou que o impacto no alcance de níveis meteóricos de fama contribui para problemas de saúde mental na carreira de jovens artistas.

"Fama e sucesso extremos vêm com ansiedade, depressão e doença mental. Existem alguns níveis de fama que acabam fazendo isso com você. A primeira reação é 'p***a. Há mais algumas que não consigo lembrar, mas a última é aceitação. Você acaba aceitando que sua privacidade foi tirada de você", explicou ele.

Robbie refletiu e disse que os artistas tentar aceitar para levar uma vida normal, tentando ter uma tranquilidade. "Mas também acaba se inferiorizando para que ninguém te ataque. Tipo, 'eu sou um idiota, não me machuque'", afirmou.

Segundo ele, leva-se um tempo para aceitar de que é impossível ir a certos lugares com medo de que algo aconteça com vocês e queiram matar você.

A expectativa é de que essa parte da sua vida faça parte de um filme biográfico do cantor, que foi anunciado no ano passado. Intitulado "Better Man", o filme irá explorar a origem humilde do cantor, alcance da sua fama com o grupo de música pop britânico Take That e seus "demônios" enquanto lutava contra o abuso de substâncias.

A produção será dirigida pelo diretor de "O Rei do Show", Michael Gracey, que contou que passou várias horas conversando com Robbie para ter uma ideia da direção do filme biográfico.