PUBLICIDADE
Topo

Diretor de 'Não Olhe para Cima' critica Bolsonaro: 'Diria para não olharem'

Jonah Hill, Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence e Meryl Streep em "Não Olhe para Cima" - Niko Taversine/Netflix
Jonah Hill, Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence e Meryl Streep em "Não Olhe para Cima" Imagem: Niko Taversine/Netflix

Colaboração para Splash, em São Paulo

17/01/2022 13h28

Após uma conta no Twitter publicar um comentário falando sobre o filme "Não Olhe Para Cima" ("Don't Look Up", em inglês), nova estreia da Netflix, o diretor Adam McKay utilizou sua conta para responder aos ataques.

Na publicação, o perfil All the Brazilian Politics (Todos os Políticos Brasileiros, em tradução livre) comenta que "o Chefe de Gabinete do Brasil citou o filme "Não Olhe para Cima" em um artigo de opinião em defesa de Bolsonaro". O artigo em questão defende "o notório aquecimento global e o cético de vacinas, Ciro Nogueira (ministro-chefe da Casa Civil), compara o cometa ao Partido dos Trabalhadores".

Em resposta, Adam McKay não só compartilhou o tweet, como também respondeu, dizendo que "Só para deixar claro, Bolsonaro definitivamente diria para as pessoas não olharem para cima. Sem discussões!"

O filme da Netflix, que estreou no catálogo em 9 de dezembro de 2021, conta a história de Randall Mindy (Leonardo DiCaprio) e Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence), dois astrônomos que descobrem um cometa orbitando dentro do sistema solar e que está se movendo para uma colisão com a Terra. Com a ajuda do doutor Oglethorpe (Rob Morgan), Kate e Randall tentam de todas as formas informar à população e ao governo sobre os riscos do impacto, que acontecerá em seis meses. Porém, ninguém acredita em todos os estudos que a dupla mostra ao mundo.

O longa recebeu duras críticas, mesmo com um grande elenco e tem sido, constantemente, comparado com a realidade vivida pela população durante a pandemia do novo coronavírus, com todas as fake news lançadas ao longo dos últimos dois anos.