PUBLICIDADE
Topo

Lula, Bolsonaro, PT: o que pode e não pode falar sobre política no 'BBB'

Tadeu Schmidt é o apresentador do "BBB 22" - Reprodução/Globo
Tadeu Schmidt é o apresentador do "BBB 22" Imagem: Reprodução/Globo

Lucas Pasin

De Splash, no Rio

16/01/2022 04h00

É proibido falar de política dentro da casa mais vigiada do Brasil? O tema, diversas vezes, causa alvoroço nas redes sociais dependendo das falas e posicionamentos dos participantes do "BBB", mas não é proibido pela direção do programa da Globo.

Splash apurou que o "pedido para mudar de assunto" — que aparece para os brothers em uma "minitelevisão", acompanhado do nome do participante — só acontece quando algumas palavras consideradas ofensivas ganham destaque na conversa. "Ladrão", "Racista" ou "Genocida", por exemplo, são palavras que despertam um alerta na produção do programa e podem gerar um pedido para que os brothers mudem o tema.

Apesar de ser liberado falas sobre política no "BBB", um editor de vídeo sempre sinaliza para a direção quando alguns temas podem despertar conversas polêmicas. Existe também uma equipe responsável por monitorar as redes sociais e emitir alertas sobre a repercussão de falas dos participantes no confinamento.

Já cientes de que alguns temas são delicados, há brothers que preferem utilizar códigos para citar políticos. Gilberto, Sarah e Arthur, do "BBB 21", usaram palavras substitutas para abordar o assunto. Gil e Arthur declararam simpatia "pelo 13", enquanto Sarah declarou "eu gosto dele" ao falar de Bolsonaro.

A política também ganhou destaque no "BBB 18". A campeã, Gleici Damasceno, assim que saiu do confinamento com a notícia da vitória, gritou "Lula Livre", ao vivo na Globo.

BBB 22: Boninho mostrou o botão da desistência - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
BBB 22: Boninho mostrou o botão da desistência
Imagem: Reprodução/Instagram

Existe assunto é proibido no 'BBB'?

Brothers e sisters são orientados pela produção do reality e não podem, de forma alguma, abordar alguns assuntos no confinamento. O principal deles é sobre "bastidores". Os participantes do "BBB" são orientados a não revelar — nem mesmo quando eliminados — como são os bastidores da atração.

Eles não podem fazer comentários sobre os câmeras, possíveis barulhos feitos pela produção, conversas no Confessionário, e são totalmente proibidos a recordar como foi o pré-confinamento no hotel.

Além disso, os participantes também são proibidos de citar marcas que não sejam patrocinadoras do "BBB". Muitos aproveitam para falar "do restaurante do amigo" ou da "marca de roupa preferida", mas recebem a chamada de atenção.

Alguns assuntos também podem gerar um alerta ao longo do programa, dependendo da repercussão do tema. Se os brothers insistem em um "assunto proibido", podem ser punidos e perder as desejadas estalecas, prejudicando todo o grupo.

O "BBB 22" tem estreia marcada para amanhã, 17 de janeiro.