PUBLICIDADE
Topo

Alinne Moraes declara voto em Lula: 'A gente precisa tombar o Bolsonaro'

Em entrevista à Claudia, Alinne Moraes revela voto em Lula  - Reprodução/Facebook
Em entrevista à Claudia, Alinne Moraes revela voto em Lula Imagem: Reprodução/Facebook

Colaboração para Splash, em São Paulo

14/01/2022 15h01

Maravilhosa dentro e fora das telinhas! Capa da revista Claudia de janeiro, a atriz Alinne Moraes abriu o coração e falou abertamente sobre seu voto em Lula, a expectativa para as eleições de 2022/2023, carreira, sua personagem em Um Lugar ao Sol - novela da Rede Globo, transmitida às 21h -, educação de seu filho, Pedro, e sexo.

Diferente de seu papel na novela - Bárbara é uma mulher mimada, preconceituosa, frustrada e tenta de qualquer forma prender o marido, Renato, utilizando todos os artifícios que pode, incluindo um acordo pré-nupcial -, Alinne abriu o coração sobre sua origem simples. Filha de uma professora, ela contou que a mãe ganhava pouco mas o suficiente para colocar comida na mesa. Para ela, é impossível não se recordar dos tempos em que o governo brasileiro ajudava os mais pobres, o oposto do atual. Com um posicionamento e pensamentos fortes sobre política, Alinne declarou seu voto em Lula, avisou que é contra o governo do presidente Jair Bolsonaro e espera vê-lo fora da presidência em 2023.

"Minha mãe ganhava 9 reais a hora/aula e passou a ganhar 12. Não parece muito, mas é. As políticas sociais colocaram carne no prato." Aberta quanto sua posição política, Alinne fez parte das manifestações contra o atual presidente em 2018, gritando "Ele não" pelas ruas. Sobre seu voto, ela afirmou: "Espero que não faltem vacinas, que o Bolsonaro caia e que as pessoas não desperdicem seu voto. A gente precisa tombar o Bolsonaro. E a pessoa que é capaz de tombar esse homem é o Lula".

Alinne Moraes - Reprodução/Lucas Mennezes/Claudia  - Reprodução/Lucas Mennezes/Claudia
Alinne Moraes revela voto em Lula e dispara 'A gente precisa tomar o Bolsonaro'
Imagem: Reprodução/Lucas Mennezes/Claudia

Tranquila em seu relacionamento com o maridão, Mauro, ela contou que sempre se coloca no lugar do outro. Inclusive, dispensou seus funcionários durante a pandemia e dividiu as tarefas domésticas com Mauro.

"Não sou de família de classe média, minha mãe vendia doce de porta em porta. Sempre me coloquei no lugar do outro", comentou. "Outro dia, andando com meu filho, umas dez pessoas vieram pedir dinheiro. Depois o Pedro me perguntou porque as pessoas pobres eram pretas. Eu tive que falar sobre a sociedade racista em que vivemos e mostrar que também somos responsáveis por isso. Precisamos olhar para as nossas feridas e responsabilidades, o racismo está entranhado na s sociedade brasileira. É delicado explicar isso para uma criança, mas a gente não pode distorcer a verdade."

Por conta da pandemia, Um Lugar ao Sol precisou ser adiada de março de 2020 para novembro de 2021 e Alinne contou que, apesar dos cuidados e de ter passado ilesa pelos primeiros anos de isolamento, acabou se contaminando através do marido, o cineasta Mauro Lima.

"Até acabar a novela, eu não peguei covid-19, fui ter depois, quando Mauro voltou a gravar e se contaminou. Tive muito medo de estar trabalhando naquele momento, mas ao mesmo tempo via meus amigos todos parados em casa com a cabeça explodindo. Poucas pessoas puderam ter esse privilégio de poder estar trabalhando com toda a segurança de testes e protocolos que a gente tinha."

Alinne Moraes  - Reprodução/Felipe Panfili - Reprodução/Felipe Panfili
Alinne Moraes posa com o marido, o cineasta Mauro Lima
Imagem: Reprodução/Felipe Panfili

Escrita por Lícia Manzo, a novela contará a história dos irmãos gêmeos Christian e Christofer/Renato, vividos por Cauã Reymond. Na trama, ela intepreta Barbára, namorada de Renato. Sobre contracenar com seu ex-namorado, Alinne respondeu que não vê nenhum problema.

"Um casal numa novela tem que ter uma intimidade, não tem como ter um bloqueio, uma energia travada. E aconteceu porque realmente sempre esteve tudo bem resolvido. Claro que toda separação é complicada, mas ambos estavam realizados quando separamos. Nunca deixei nenhuma relação minha chegar em um ponto de nem se olhar na cara. É triste você amar tanto uma pessoa e deixar chegar nesse lugar da raiva. Tem que pular fora antes, porque isso é respeito, é entender o outro. Eu conheci o Cauã com 12 anos. A gente era da mesma agência e eu namorava um amigo dele e ele, uma amiga minha. Depois estudamos juntos. A gente nunca se perdeu de vista, temos muitos amigos em comum. Ele cresceu, eu o vi se transformar num homem e em um ator maravilhoso. A gente sabia desde a primeira leitura da novela que isso despertaria curiosidade do público. E quando a gente está contando uma história bem, a gente quer enganar o público. Mas essa confusão é apenas do telespectador. A gente se divertiu e riu muito em cena."

Sobre a educação de seu filho, Alinne contou que sempre procurou ensiná-lo sobre os mais variados assuntos, desde racismo à desigualdade social, passando por identidade de gênero, relações homoafetivas e religião.

"O Pedro está aberto e livre para escolher ser e acreditar no que quiser. Outro dia, ele perguntou para uma amiga se ela tinha namorado. Ela respondeu que não. E ele perguntou: 'E namorada'? Na cabeça dele isso já não é uma questão. Apesar dele saber que não acreditamos em Deus, ele respeita todas as crenças e pode acreditar, se quiser. Mas Mauro provoca. Ao vermos um malabarista no semáforo, perguntou: 'Se Deus existe, por que não está olhando para ele?'".

Com 39 anos e considerada uma das atrizes mais bonitas do Brasil, Alinne comentou sobre seu cuidado com o corpo e a mente, revelando que sua médica a proibiu de fazer procedimentos estéticos por conta de sua profissão.

"Por fazer muitos papéis de vilã, não posso perder as minhas expressões - e a minha médica é totalmente contra as injeções que paralisam o rosto. Eu já fui modelo, não adianta tentar manter uma beleza que já foi. Outras coisas vieram e eu admiro a estranheza e as diferenças. Várias amigas vêm me falar para eu preencher minha olheira. Não quero, eu amo minha olheira. Tenho entendimentos sobre beleza bem diferentes. E eu quero fazer mãe, avó, bisavó, não quero ser sempre a mocinha ou a vilã sexy", refletiu.

Alinne Moraes - Reprodução/Lucas Mennezes/Claudia - Reprodução/Lucas Mennezes/Claudia
Alinne Moraes diz que não faz procedimentos estéticos por conta da profissão
Imagem: Reprodução/Lucas Mennezes/Claudia

Com uma rotina de alimentação e exercícios, à base de ioga e alongamento, ela comentou que está feliz e realizada com seu mais novo trabalho e sua relação com o marido. Alinne deixou bem claro que não existe espaço para ciúmes entre eles.

"O amor está em você deixar o outro ser. Eu me apaixonei pelo o que o Mauro é. Eu já passei pelo ciúmes. Hoje, se uma outra mulher estiver admirando meu marido, eu acho lindo. Quero os olhos do meu marido brilhando. Não tem como tentar fazer como tantos homens machistas fazem de colocar a mulher num lugar para que ninguém sinta nada por ela. Eu quero mais é que a pessoa que eu amo seja incrível para todos, que todos vejam o que eu vejo nele. E isso é recíproco. Sinto o Mauro muito feliz quando ele lê que eu estou atuando bem ou que eu estou linda", comentou.

Sobre assuntos considerados tabu, Alinne é bem aberta. Ela comemorou a cena de masturbação feminina interpretada pela colega Andréa Beltrão, o que dividiu a opinião dos telespectadores.

"Masturbação feminina ainda é um tabu, por isso acho super importante que uma novela que se comunica com a grande massa tente quebrá-lo. Na minha família, você ir atrás do seu prazer nunca foi um tabu. Em tudo na vida: amigos, profissão, casamento. Uma mulher tem desejos até o fim, ela não precisa de homem para absolutamente nada. A gente tem relações para somar. Esse autoconhecimento tem de deixar de ser tabu, independentemente da idade. Você precisa se ajudar, pois quanto mais você se tocar e se conhecer mais prazer você vai sentir. Masturbação é como escovar os dentes, super necessário."