PUBLICIDADE
Topo

Por que não dá para assistir ao Globo de Ouro 2022?

Brad Pitt discursa após ganhar Globo de Ouro 2020 - Reuters
Brad Pitt discursa após ganhar Globo de Ouro 2020 Imagem: Reuters

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

08/01/2022 04h00

O Globo de Ouro 2022 acontece amanhã, mas desta vez de uma maneira bastante diferente da que estamos acostumados. Considerada uma das premiações "termômetro" para o Oscar, o prêmio este ano passará por mudanças.

A primeira delas é a ausência de astros e estrelas que normalmente participam da premiação — seja por serem convidados ou por indicação em alguma categoria. Segundo informações reveladas pela EW, a HFPA (Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood) anunciou que quer um evento "simples".

Já a segunda implica que a cerimônia não será televisionada, e os vencedores serão revelados de uma maneira nada comum para uma premiação deste porte. Conheceremos os ganhadores por meio das redes sociais e pelo site oficial. Isso mesmo, não haverá todo o luxo e glamour a que estamos acostumados.

Segundo nota enviada à Variety, "o evento deste ano será privado e não terá transmissão ao vivo. Nós providenciaremos atualizações em tempo real sobre os vencedores por meio do site oficial do Globo de Ouro e de nossas redes sociais."

Estátua do Globo de Ouro - Robyn Beck/AFP - Robyn Beck/AFP
Estátua do Globo de Ouro
Imagem: Robyn Beck/AFP

Mesmo sem ser televisionada, uma pequena cerimônia acontecerá no Beverly Hilton Hotel, em Los Angeles, Estados Unidos. É a maneira que a HFPA encontrou para não deixar o prêmio passar completamente despercebido e reunir apenas os membros da Associação.

No entanto, ainda segundo a Variety, a HFPA tentou reunir celebridades para estarem presentes no prêmio, mas todas se recusaram participar do Globo de Ouro 2022, como é o caso do ator sul-coreano Lee Jung Jae, protagonista de "Round 6".

Mas o que está acontecendo?

A degradação do Globo de Ouro não é exatamente um choque para quem acompanha a indústria cinematográfica. Em 2020, a jornalista norueguesa Kjersti Flaa moveu um processo contra a Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood alegando a criação de uma "cultura de corrupção", barrando a entrada de certos profissionais, como ela, no comitê e aceitando "milhares de dólares de estúdios, canais e celebridades para quem eles entregam os prêmios", em troca de silêncio sobre tais práticas.

O processo foi julgado improcedente por um juiz federal, mas foi o bastante para chamar a atenção da imprensa.

Já em fevereiro de 2021, o jornal Los Angeles Times apontou prováveis erros financeiros da associação e questões éticas na definição dos indicados aos prêmios.

Foi apontada também uma transgressão a uma das regras do Globo de Ouro, a qual impede que os membros ganhem presentes caros. Porém, os jurados fazem viagens de luxo e conhecem celebridades, o que levantou suspeitas da indústria.

Para tentar melhorar a sua imagem pública, a Associação passou a doar grandes quantias de dinheiro para causas diversas nos últimos anos, incluindo bolsas de estudo voltadas para cursos de arte e cinema.

O apresentador Rick Gervais no Globo de Ouro de 2020 - Paul Drinkwater/NBCUniversal Media, LLC via Getty Images - Paul Drinkwater/NBCUniversal Media, LLC via Getty Images
O apresentador Rick Gervais no Globo de Ouro de 2020
Imagem: Paul Drinkwater/NBCUniversal Media, LLC via Getty Images

E por que não será televisionado?

Outra acusação recebida pela HFPA é a de racismo, além da falta de representatividade tanto entre os votantes como entre os indicados.

Jenny Cooney, um dos membros da HFPA, admitiu em março de 2021 que a associação não tem jurados negros. "Isso nunca foi visto como problema", disse em entrevista ao Australia's Today Show.

Com tal cenário, a Associação contratou consultores éticos e reformulou regras internas para aumentar a diversidade, mas não teve jeito: em maio do mesmo ano, a NBC, emissora norte-americana que possui os direitos de transmissão do evento até 2026, anunciou que não transmitirá a cerimônia de 2022. No Brasil, a TNT também não televisionará.

Desta maneira, só nos resta torcer para que o Globo de Ouro se torne mais inclusivo e mude suas diretrizes, para assim podermos assisti-lo novamente em 2023.