PUBLICIDADE
Topo

Cinco pessoas são baleadas após show de Maiara e Maraisa em Angra dos Reis

O show das cantoras foi organizado pela Prefeitura, em comemoração ao aniversário da cidade - João Valentino
O show das cantoras foi organizado pela Prefeitura, em comemoração ao aniversário da cidade Imagem: João Valentino

Daniele Dutra

Colaboração para o UOL no Rio de Janeiro

07/01/2022 13h47

Cinco pessoas foram baleadas na madrugada de hoje (7) após o show da dupla sertaneja Maiara e Maraisa na Praia do Anil em Angra dos Reis, Costa Verde do Rio de Janeiro. O evento foi organizado pela Prefeitura, em comemoração ao aniversário da cidade.

Apenas uma das vítimas recebeu alta até o momento, após ser atingida por um disparo no pé. Uma jovem que foi baleada na cabeça, está passando por uma neurocirurgia. Outras duas, passaram por cirurgias ortopédicas e se recuperam no hospital. Um quinto homem segue internado, mas sem necessidade de cirurgia. A Polícia Civil, que investiga o caso, já identificou o autor dos disparos.

A Polícia Militar foi acionada às 4h30 da manhã para uma ocorrência na Praia do Anil. No local, os agentes encontraram uma jovem de 21 anos baleada no pé esquerdo, sendo socorrida pelas pessoas no local. Além dela, foram identificados mais quatro feridos, um de 21 anos que foi baleado no pescoço à queima-roupa, outro que foi atingido na perna e mais duas pessoas que foram levadas para o Hospital Municipal da Japuíba.

Em nota, a Prefeitura de Angra dos Reis lamentou o incidente, mas ressaltou que o evento foi um "sucesso estrondoso".

"Nenhum problema relevante de qualquer natureza foi registrado, mostrando o profissionalismo da organização e um público que estava lá pra se divertir", disse a prefeitura.

Segundo a nota, a Polícia Civil agora tenta localizar o atirador. "Contra ele [autor dos disparos] há um mandado de prisão preventiva, de setembro de 2021, por homicídio qualificado. Ainda de acordo com a polícia, a motivação do atirador foi um 'acerto de contas' envolvendo questões de tráfico de drogas".

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar disse que o fato ocorreu, cerca de 2h30 após o término do evento e que as vítimas foram socorridas: "Na madrugada desta sexta-feira (7), policiais militares do 33º BPM, Angra dos Reis, realizavam patrulhamento na praia do Anil, em Angra dos Reis, quando foram alertados por transeuntes de que havia um indivíduo efetuando disparos de arma fogo na região".

Cinco pessoas foram baleadas após show de sertanejas - Divulgação/Prefeitura de Angra dos Reis - Divulgação/Prefeitura de Angra dos Reis
Cinco pessoas foram baleadas após show de sertanejas
Imagem: Divulgação/Prefeitura de Angra dos Reis

O delegado da 166ª DP em Angra dos Reis, que investiga o caso, disse que diligências estão sendo feitas para solucionar o caso.

"A Polícia Civil está investigando o caso para descobrir a motivação do crime. Já conseguimos levantar informação de que marginais, de grupos rivais, teriam se encontrado e um deles teria efetuado os disparos. Acredita-se que eles tenham se deparado de forma aleatória, vindo o autor efetuar disparos contra um desafeto, e naquele cenário de aglomeração, acabou atingindo diversas pessoas", disse ao Splash o delegado João Bicudo.

A Polícia Civil já solicitou à Prefeitura de Angra imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a solucionar o caso. Testemunhas serão chamadas na delegacia para prestar depoimento. Até o momento não houve nenhuma prisão.

Nos vídeos que circulam pelas redes sociais, o locutor pergunta se as pessoas gostaram do show: "Angra 520 anos. Quem gostou do show da Maiara e Maraisa levanta a mão", em seguida, é possível ouvir disparos e ver pessoas brigando.

Em nota, a assessoria da dupla Maiara e Maraisa confirmou o registro de uma "confusão" no evento, porém disse que "a apresentação das cantoras em Angra dos Reis/RJ já tinha sido encerrada e a equipe também não estava mais presente no local."

Segundo a nota, as cantoras "lamentaram profundamente que violência como está ainda ocorra" após tomar conhecimento do ocorrido. "Não dá para imaginar que algumas pessoas saem de casa para ferir outras. Fica aqui nosso repúdio a todo tipo de violência", disseram as sertanejas.