PUBLICIDADE
Topo

Scatena expõe sequelas da covid após morte do marido: 'Passei pelo inferno'

Felipe Pinheiro

De Splash, em São Paulo

13/12/2021 11h52

Alessandra Scatena tenta reconstruir a vida após a morte do marido, Rogério Gherbali, com quem tem dois filhos e um casamento de quase 25 anos. O empresário de 56 anos de idade não resistiu às complicações da covid-19 e morreu em julho de 2020. Há poucas semanas, a ex-assistente de palco de Gugu e os filhos mudaram de casa, concretizando, de alguma forma, um plano que a família tinha com Rogério.

"Já queríamos vender a casa e morar na praia. Em um primeiro momento seria Santos. Os meninos não queriam muito ir para a praia, estavam relutantes. Mas deixamos a casa à venda e entregamos na mão de Deus", afirma Alessandra, que tem trabalhado como apresentadora na Rede TV!.

Alessandra Scatena com os filhos e o marido; recentemente, a apresentadora se mudou com os filhos para um apartamento em São Caetano do Sul. - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Alessandra Scatena com os filhos e o marido; recentemente, a apresentadora se mudou com os filhos para um apartamento em São Caetano do Sul.
Imagem: Reprodução/Instagram

Após a venda da casa de quase 400 m², a apresentadora fechou a compra de um apartamento próximo ao antigo lar, em São Caetano do Sul, na Grande São Paulo. Em meio às caixas da mudança recente, ela conversou com Splash por telefone e contou que o momento é de adaptação.

"O meu filho de 10 anos tinha uma sala de brinquedo na casa. Agora os brinquedos precisam ficar no quarto dele. Ou entram os brinquedos ou ele", afirma. O que encantou Scatena no apartamento de 128 m² foi a varanda gourmet, a vista livre e a incidência solar.

"Rogério era um ótimo churrasqueiro e passou esse legado ao Enrico. Tínhamos que ter a varanda gourmet, que foi prioridade. Já pedi para colocar ganchos para rede, tem as minhas plantinhas e a minha calopsita que eu trouxe da casa ", conta.

Uma nova história: "A fé me sustenta"

Alessandra Scatena diz que ficou com sequelas da covid-19 e afirma como a fé tem sido importante neste momento. - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Alessandra Scatena diz que ficou com sequelas da covid-19 e afirma como a fé tem sido importante neste momento.
Imagem: Reprodução/Instagram

Além de Rogério, Alessandra Scatena e os filhos Enrico e Stéfano também tiveram a covid-19. Ela afirma que teve algumas sequelas por conta do novo coronavírus. Uma delas foi a perda de memória: "Falo que sou a Dory do 'Procurando Nemo'". As outras foram perda de cabelo - hoje usa mega hair - e três hérnias na coluna.

"Toda doença e toda morte são tristes, mas esse vírus é muito mais intenso. Não poder ter contato com a pessoa, não poder fazer um velório e ter o abraço das pessoas quando mais precisa. Passei pelo inferno e por um grande deserto. Foi terrível. Ainda não estou recuperada", diz.

Scatena é evangélica, convertida há 10 anos. Ela diz que a fé tem sido fundamental neste momento ainda de luto: "Rogério era uma pessoa de fé. Ele falava que era juntinho com Jesus. Aprendi a ter esse amor a Deus com ele. A minha fé é o que me sustenta e me move. É o que faz eu não desistir. Jesus me deu esse apartamento e eu consagro tudo a ele. Sou feliz assim".

Desde setembro do ano passado, Alessandra Scatena apresenta um programa de prêmios na RedeTV!. A apresentadora, que ficou conhecida nos anos 90 como assistente de palco do "Domingo Legal", brinca que estava "enferrujada" - além de emocionalmente abalada pelo que passou.

Estou amando e fazendo o que eu gosto. Agora sou a provedora da casa. É uma nova história com os meus filhos.