PUBLICIDADE
Topo

Splash Explica

Tá em dúvida? Chega mais que a gente te explica!


Como com Thammy: Por que não perguntar sobre genitália de pessoas trans?

Andressa Ferreira se incomodou com uma pergunta sobre os genitais de seu marido, Thammy - Reprodução/Instagram
Andressa Ferreira se incomodou com uma pergunta sobre os genitais de seu marido, Thammy Imagem: Reprodução/Instagram

Luiza Missi

De Splash, em São Paulo

09/12/2021 12h00

Ontem, Andressa Ferreira perdeu a paciência quando um de seus seguidores perguntou sobre a genitália de seu marido, Thammy Miranda.

Mas, afinal, por que não se deve fazer esse tipo de pergunta a pessoas trans? Splash explica!

Na verdade, não é bem questão de não poder fazer essa pergunta às pessoas trans — a transfobia está em achar que pessoas trans devem explicações sobre seus genitais, quando mais ninguém deve.

Foi o que Andressa respondeu ao seguidor que queria saber se Thammy já fez o "transplante de pênis". A nora de Gretchen fez outra pergunta: "Por aqui temos um fiscal de partes íntimas. Imagina se eu saísse na rua perguntando do marido de vocês?"

Apenas médicos podem questionar pessoas cis (as que se identificam com o gênero designado ao nascer) sobre o que existe entre suas pernas. Por que esse direito à privacidade não é garantido às pessoas trans?

Outro problema no questionamento é assumir que a transição só está "completa" com a mudança no genital. Não é verdade: nem todo homem precisa de pênis e nem toda mulher precisa de vagina, como explica a professora trans Amara Moira em entrevista ao UOL.

Há 30 anos, quando só existiam referências de homens cisgênero para o primeiro homem trans a se destacar, João Nery, era natural que ele pensasse a própria existência naquele estereótipo para ser reconhecido e se entender. Hoje, a gente descobre que há outras formas de ser homem e mulher. Amara Moira