PUBLICIDADE
Topo

Estrela de reality baixou vídeo de bebê sendo abusado sexualmente, diz FBI

A estrela de reality americana Josh Duggar e sua esposa Anna - Reprodução/Instagram
A estrela de reality americana Josh Duggar e sua esposa Anna Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, em São Paulo

03/12/2021 16h26

Um agente do FBI alega que Josh Duggar, estrela do reality '19 Kids and Counting', baixou um vídeo que contém cenas de um "bebê de três meses sendo torturado e abusado sexualmente". Essa informação foi divulgada pelo jornal New York Post.

A acusação foi feita ontem, durante o terceiro dia do julgamento de Duggar por pornografia infantil em Fayetteville, Arkansas (EUA).

Josh, de 33 anos, se declarou inocente de duas acusações de recebimento e posse de pornografia infantil. Ele pode pegar até 40 anos de prisão se for condenado em ambas as acusações.

Os promotores do caso já haviam alegado anteriormente que Duggar baixou imagens e vídeos de meninas de cinco anos sendo "violadas e exploradas". No entanto, James Fottrell, um importante investigador forense do Departamento de Justiça, testemunhou que sua equipe teria descoberto o vídeo de uma menina de apenas três meses.

"O clipe mostra a garota sendo despida, colocada em uma cama e sendo torturada com cera quente. A criança está chorando e gritando. É um dos vídeos mais perturbadores que já vi em toda a minha carreira", disse Fottrell ao júri.

Em maio, um agente federal testemunhou que pelo menos 65 imagens de pornografia infantil foram encontradas no computador de Josh.

Durante as declarações de abertura do julgamento na última terça-feira, 30, o advogado de Duggar, Justin Gelfand, argumentou que outra pessoa baixou ou colocou as imagens que retratam o abuso sexual de crianças em seu computador.

No entanto, os promotores afirmam que registros detalhados mostram a atividade no computador de Duggar que alternava entre envio de mensagens pessoais, download de pornografia infantil e anotações.