Topo

Golpista que se passou por Alessandra Ambrósio conseguiu reformar a casa

Colaboração para Splash, em São Paulo

28/11/2021 19h11

Valeria Satta, italiana acusada de atuar como golpista nos últimos 15 anos usando fotos da modelo brasileira Alessandra Ambrósio para manter um namoro a distância com o jogador de vôlei Roberto Cazzaniga, teria reformado sua casa com o dinheiro que extorquiu de sua vítima, segundo vizinhos. As informações são do jornal La Nuova Sardegna.

As pessoas que moravam perto de Valeria contaram que ela, mesmo desempregada e com dois filhos, teria restaurado sua residência em 2017 graças a Roberto. As fontes contam que banheiros foram renovados e pisos e janelas trocados.

Durante o "relacionamento" entre o atleta e a golpista, Valeria dizia que seu nome era "Maya". Roberto teve um prejuízo de 400 mil euros (aproximadamente R$ 2,5 milhões). Em entrevista ao jornal Corriere della Sera, o jogador profissional de vôlei declarou que chegou a fazer empréstimos para ajudar a falsa amada e só foi salvo pela família, que decidiu ir até a televisão para arranjar provas do golpe.

Valéria Satta e Manuela Passero, acusadas de aplicar o golpe Imagem: Reprodução/ La Iene Mediaset/Italia 1

O programa "La Iene" mostrou que, além de Valeria, outra mulher estaria envolvida no golpe: Manuela Passero. Através de ligações por voz, Roberto era enganado e dava doações por acreditar que a falsa Alessandra Ambrósio tinha problemas cardíacos e precisava de ajuda médica.

A imprensa italiana afirma que Manuela era uma amiga do atleta e participou do esquema o apresentando para a tal estelionatária. Ela negou conhecer Roberto e chegou correr do repórter do "La Iene". Valéria se esquivou das perguntas. A polícia investigará o caso.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Golpista que se passou por Alessandra Ambrósio conseguiu reformar a casa - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL