PUBLICIDADE
Topo

Ex-namorada de príncipe Harry se diz 'sortuda' por relação não ter vingado

O príncipe Harry namorou a ceramista Florence St George no passado - Reprodução
O príncipe Harry namorou a ceramista Florence St George no passado Imagem: Reprodução

Colaboração para Splash, em São Paulo

22/11/2021 09h17Atualizada em 22/11/2021 09h21

Florence St. George, ceramista que teve uma relação com o príncipe Harry há alguns anos, se diz uma "pessoa de sorte" pelo fato do relacionamento não ter vingado.

Ela deu uma entrevista para o jornal "The Daily Telegraph" onde falou sobre como sua proximidade com Harry, em 2011, quase acabou com sua vida privada. "A minha privacidade acabou de forma abrupta e o escrutínio teve início. Uma nova história aparecia todo dia na imprensa, meus amigos de escola eram entrevistados e havia fotógrafos do lado de fora da minha casa", relembrou.

"Eu tiro o meu chapéu para pessoas que dão conta desse estilo de vida, mas eu sabia que não era para mim. Apesar de ter ficado triste na época, hoje me sinto uma pessoa de sorte por aquele relacionamento ter sido curto", afirmou Florence, que também é ex-modelo e ex-atriz.

Aos 36 anos, ela é casada com o empresário Henry St. George desde 2014 e vive nas Bahamas com o marido e os dois filhos do casal, Iris e Jimmy. Após o fim do relacionamento com Florence, Harry engatou um romance com Meghan Markle, com quem se casou em 2018 e tem dois filhos: Archie e Lilibet.

No começo do ano, Harry e Meghan abandonaram os deveres reais e se mudaram para Los Angeles. Recentemente, foi anunciado que eles não têm planos de voltar para o Reino Unido para as festas de final de ano. Um convite foi estendido ao duque e à duquesa de Sussex para se juntarem ao resto da família real em Sandringham para o Natal, mas eles não comparecerão, segundo informações do site americano "Page Six".

"Há muita coisa envolvida na logística e no planejamento do Natal da família, então, é claro, a equipe sabe que Harry e Meghan não virão. Se estivessem, já teriam comunicado à família", disse uma fonte ao veículo.

Vale mencionar que este será o primeiro Natal da rainha Elizabeth 2ª sem seu marido, o príncipe Phillip, que morreu em abril. Além do fato de que a matriarca de 95 anos teve problemas de saúde ultimamente.

Acredita-se que Harry e Meghan não querem causar as inevitáveis manchetes que viriam se eles voltassem para a Inglaterra. "Acho que todos entendem que haverá um frenesi quando os dois voltarem para o Reino Unido, mas eles precisam arrancar o [Band-Aid] e seguir em frente", mencionou a fonte.

O duque e a duquesa de Sussex também não devem comparecer ao almoço anual de Natal da rainha para sua família, normalmente realizado no Palácio de Buckingham. Este ano, fontes acreditam que será realizado no Castelo de Windsor, onde a Rainha passa a maior parte de seu tempo enquanto se recupera de um problema nas costas.

A última vez que Harry e Markle estiveram em Sandringham para o Natal foi em 2018, um ano antes de o casal fazer o anúncio sobre abandonar seus cargos na família real.