PUBLICIDADE
Topo

Gilberto Gil é eleito para a Academia Brasileira de Letras

De Splash, em São Paulo

11/11/2021 16h42Atualizada em 11/11/2021 18h45

A ABL (Academia Brasileira de Letras) elegeu Gilberto Gil como novo imortal da casa, com 21 votos. O cantor e compositor de 79 anos ocupa a cadeira 20, que tem como patrono o médico e jornalista Joaquim Manuel de Macedo. Gil substitui o jornalista Murilo Melo Filho, morto em maio de 2020.

O artista disputava a posição com o poeta e compositor Salgado Maranhão (7 votos) e com o escritor Ricardo Daudt (nenhum voto). Com a eleição do artista, a ABL tem agora dois membros negros: Gilberto Gil e o acadêmico Domício Proença Filho.

"Gilberto Gil traduz o diálogo entre a cultura erudita e a cultura popular. Poeta de um Brasil profundo e cosmopolita. Atento a todos os apelos e demandas de nosso povo. Nós o recebemos com afeto e alegria", declarou em nota o presidente da ABL, Acadêmico Marco Lucchesi.

No Instagram, o novo imortal celebrou a conquista:

Muito feliz em ser eleito para a cadeira 20 da Academia Brasileira de Letras. Obrigado a todos pela torcida e obrigado aos agora colegas de Academia pela escolha. Gilberto Gil

Além da vasta carreira musical, o cantor tem dois prêmios Grammy Awards, que conquistou em 1998 e 2005. Gil também ganhou duas vezes o Grammy Latino, em 2001 e em 2002.

Ele foi nomeado embaixador da ONU para agricultura e alimentação em 2001, além de ter atuado como ministro da Cultura do Brasil, entre 2003 e 2008, durante dois mandatos do ex-presidente Lula (PT).

A eleição de hoje foi a segunda após a retomada das atividades presenciais da ABL. Na semana passada, Fernanda Montenegro foi eleita para a cadeira de número 17. Assim como a atriz, Gil deve assumir o posto apenas em março de 2022.

Até o final do ano, serão escolhidos mais três imortais da Academia.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado anteriormente, Gilberto Gil foi eleito com 21 votos, e não com 22. A informação foi corrigida.