PUBLICIDADE
Topo

Marília Mendonça: Henrique e Juliano e Maiara e Maraísa cantam em despedida

Lucas Pasin

De Splash, em Goiânia

06/11/2021 16h34Atualizada em 06/11/2021 18h38

A música sertaneja não poderia ficar de fora na despedida de Marília Mendonça, morta em um acidente aéreo ontem no interior de Minas Gerais. Após passar mal, Henrique, da dupla com Juliano, se recuperou e decidiu se apresentar com o parceiro em uma homenagem restrita aos familiares da cantora.

Mesmo do lado de fora, era possível ouvir as canções "Obrigado Deus" e "Flor e o Beija-flor" sendo interpretadas pelos artistas.

A dupla Maiara e Maraisa, presentes desde cedo no velório, também fizeram uma apresentação. Elas soltaram a voz com a canção "Alívio".

A homenagem ocorreu após o fechamento dos portões para o público, o que ocorreu por volta das 16h, durante o velório da cantora. Também houve um momento de oração.

O momento precede o cortejo, que levará o corpo da cantora até o cemitério. O sepultamento será reservado à família, sem a presença de fãs ou da imprensa.

Familiares estão sendo acompanhados de artistas que eram muito próximos da compositora — como as duplas Maiara e Maraísa, Henrique e Juliano, além de Jorge (da dupla com Matheus) e Mateus (que faz parceria com Kauan), Naiara Azevedo e Luísa Sonza. Vários deles se mostraram inconsoláveis, chorando bastante em registros divulgados nas redes sociais. Na parte final da celebração pública, se juntaram ao grupo o cantor Gusttavo Lima e a influenciadora Pétala Barreiros. Os famosos ficarão em espaço restrito ao núcleo familiar.

O acidente

A queda do avião aconteceu por volta das 15h30 de ontem em Piedade de Caratinga (MG), a 309 km de Belo Horizonte. Além de Marília Mendonça, morreram o produtor Henrique Bahia, o assessor Abiceli Silveira Dias Filho - tio da cantora, o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o copiloto Tarciso Pessoa Viana.

O avião estava a 2 km do aeroporto onde iria pousar quando caiu, em um local de difícil acesso.

A aeronave atingiu o cabo de uma torre de distribuição de energia elétrica antes de cair em um curso d'água. A informação é da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), que administra o fornecimento de eletricidade na região. O acidente é investigado pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

O avião saiu de Goiânia com destino ao aeroporto de Caratinga (MG), onde Marília Mendonça faria um show para 8.000 pessoas. O restante da banda fez o trajeto de ônibus e já aguardava pela cantora na cidade.