PUBLICIDADE
Topo

Lucas, da Fresno, diz que emo foi resposta do jovem a bom momento econômico

Colaboração para Splash, em São Paulo

05/11/2021 15h50

A ascensão dos emos entre a juventude brasileira ocorreu em meio a avanços econômicos do país, principalmente entre 2000 e 2010. Com músicas tristes e um visual marcado pela franja e por roupas escuras, grupos como Fresno, Nx Zero e Hateen arrastavam multidões. Até hoje algumas bandas seguem em alta, com um público fiel e ainda na ativa. É o caso da Fresno, que acaba de lançar o álbum "Vou Ter que Me Virar"

Convidado do "Splash Show", o vocalista Lucas Silveira é ativo nas redes sociais, principalmente no Twitter, onde acompanha a recepção do público ao novo trabalho. O músico lembra de um comentário de um seguidor que dizia que o emo havia sido o último grande movimento em que os jovens estavam preocupados com o que se passava dentro do coração e não em ter comida no prato.

Estávamos vivendo um momento macroeconômico aqui no Brasil [...] e o jovem começou a se preocupar com questões de relacionamentos. Com essa derrocada, hoje vemos os jovens desesperados com as contas que não conseguem pagar.

Entre os anos de 2000 e 2009, o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas no País, cresceu a um ritmo anual de 3,39%. Na década seguinte, até 2019, essa média caiu para 1,39% ao ano, a pior desde 1900.

O líder da banda gaúcha também comenta que o emo foi uma das revoluções dentro do rock e que a mídia passou a dar visibilidade para as bandas por conta de uma pressão do público jovem.

Qualquer revolução dentro do rock está associada a uma revolução de comportamento, e houve isso no Brasil. A molecada não se identificava mais com o que ouvia no rádio e via na televisão, por isso foi buscar na internet bandas pequenas, de garagem, que faziam letras com as quais se identificavam. A coisa ficou grande e o movimento recebeu atenção não porque os diretores queriam, mas sim porque eles precisaram ceder.

SPLASH SHOW COM ZECA CAMARGO

Apresentado por Zeca Camargo toda quinta e sexta, o "Splash Show" assume sua pegada mais pop, discutindo os assuntos que estão bombando nas séries, nos filmes e também na música. O programa vai ao ar às 13h no YouTube de Splash.