PUBLICIDADE
Topo

Wesley Safadão nega acordo com MP em investigação por vacina irregular

Thyane Dantas e Wesley Safadão foram vacinados em Fortaleza, Ceará - Reprodução/Instagram @thyane
Thyane Dantas e Wesley Safadão foram vacinados em Fortaleza, Ceará Imagem: Reprodução/Instagram @thyane

De Splash, em São Paulo

28/10/2021 17h50

O cantor Wesley Safadão, acompanhado da mulher Thyane Dantas e da assistente Sabrina Tavares, negou um acordo proposto pelo MP-CE (Ministério Público do Ceará) na manhã de hoje para encerramento das investigações de vacinação irregular em Fortaleza.

A informação foi confirmada em nota divulgada pelo Ministério Público do estado. O artista pagaria um valor em dinheiro estipulado por um juiz como indenização, mas optou pela continuação do caso.

Foi realizada audiência com Wesley, Thyane e Sabrina, todos acompanhados por seu advogado, para fins de acordo de não persecução penal. A proposta oferecida pelo Ministério Público, consistente em prestação pecuniária (pagamento de indenização em dinheiro) a ser destinada a entidade pública ou privada com destinação social, não foi aceita pelos investigados e seu advogado. Desse modo, o procedimento seguirá para análise.
Informou o Ministério Público do Ceará

Além de definir uma indenização, o acordo também exigiria uma confissão por parte de Wesley Safadão, Thyane Dantas e Sabrina Tavares.

Em contato com Splash, a assessoria de imprensa de Wesley Safadão informou que não possui detalhes da proposta e está aguardando um posicionamento jurídico sobre o caso.

Investigação da vacinação de Safadão e Thyane

Thyane Dantas recebeu a vacina contra a covid-19 sem estar na faixa etária determinada pela Prefeitura de Fortaleza em julho. Ela também não estava cadastrada para receber a vacina, prática utilizada no município para regulamentar a vacinação.

Na ocasião, a assessoria do casal afirmou que a dose de Thyane teria sido da "xepa", o que foi desmentido pela prefeitura.

Após a constatação, o MPCE (Ministério Público do Estado do Ceará) também abriu investigação sobre a imunização de Safadão por suspeita de que o cantor teria mudado o local em que sua vacinação estava agendada com intuito de escolher o imunizante.

Safadão e Sabrina estavam agendados para serem vacinados no dia 8 de julho no Centro de Eventos do Ceará, mas foram a outro posto de vacinação, o mesmo em que Thyane recebeu a vacina da Janssen.

Ambos prestaram depoimentos sobre a suposta vacinação irregular na Delegacia de Combate à Corrupção, em Fortaleza. Assim como Sabrina Tavares, o casal foi indiciado em setembro segundo confirmação da SSP-CE (Secretaria de Segurança Pública do Ceará)