PUBLICIDADE
Topo

Edgar Moura Brasil se manifesta após a morte do marido Gilberto Braga

De Splash, em São Paulo

27/10/2021 15h07Atualizada em 27/10/2021 17h09

Edgar Moura Brasil, viúvo do autor Gilberto Braga, que morreu ontem em decorrência de uma infecção sistêmica, se manifestou pela primeira vez após a partida do marido.

"Suas obras estarão sempre vivas nas nossas memórias", diz o story repostado pelo decorador.

Story de Edgar Moura Brasil - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Story de Edgar Moura Brasil
Imagem: Reprodução/Instagram

O casal oficializou a união em 2014, após 41 anos de relacionamento.

Na ocasião, durante uma celebração no apartamento que dividiam no Arpoador, Zona Sul do Rio de Janeiro, os dois assinaram um contrato de união estável.

O dramaturgo será enterrado hoje no Rio de Janeiro em uma cerimônia apenas para familiares, segundo informações da GloboNews.

A cerimônia está prevista para ser a tarde na cidade em que o autor nasceu em 1945.

Trajetória

Gilberto Braga nasceu no bairro Vila Isabel, zona norte do Rio de Janeiro, no dia 1º de novembro de 1945. Formado em letras pela PUC-RJ, trabalhou como crítico de teatro e cinema do jornal O Globo.

Ele estreou como autor na Globo em 1973, com uma adaptação de "A Dama das Camélias" protagonizado por Glória Menezes. Sua primeira experiência com novelas foi em 1974, ao dividir a autoria de "Corrida de Ouro" com Lauro César Muniz e Janete Clair.

Apenas dois anos depois, o autor escreveu seu primeiro grande sucesso, "Escrava Isaura". A novela é, ainda hoje, um dos maiores produtos de exportação da Rede Globo. Em 1978, estreou na faixa nobre da Globo com "Dancin' Days".

Em 1988, em parceria com Aguinaldo Silva e Leonor Bassères, o trio escreveu "Vale Tudo", um dos principais marcos da história da teledramaturgia brasileira.