PUBLICIDADE
Topo

Geisy Arruda reclama de censura no Instagram: 'Virou uma igreja'

Geisy Arruda OnlyFans - Divulgação / Cauê Garcia / CG Comunicação
Geisy Arruda OnlyFans Imagem: Divulgação / Cauê Garcia / CG Comunicação

Colaboração para Splash, em São Paulo

25/10/2021 15h16Atualizada em 25/10/2021 16h37

Geisy Arruda não está gostando nada da censura de seus conteúdos nas redes sociais. Na semana passada, ela entrou de vez no OnlyFans e agora contou que o Instagram "virou uma igreja".

Questionada nos Stories sobre o motivo de não fazer mais publicidades na rede social, ela disse que, para o seu tipo de conteúdo, ficou difícil falar, revelando que o Instagram derrubou até a divulgação de seus livros eróticos.

"Para você ter uma noção, até as duas capas dos meus primeiros livros, o Instagram derrubou. Para o terceiro livro, tive que me adaptar às diretrizes. Quem quiser ver minhas capas, tem que ir no meu site ou nos meus destaques."

Conta no OnlyFans

Escritora de contos eróticos, a modelo de 32 anos decidiu começar a postar fotos no OnlyFans ao ver que, mesmo offline, já tinha oito assinantes e faturava cerca de R$ 1700 (US$ 300) mensais.

"Quando comecei a ver as pessoas assinando meu Only mesmo sem conteúdo e 300 dólares na minha conta. Não imaginava o quanto queriam ver minha nudez e o quão ela era valiosa, foi impossível resistir."